BABADO DA SEMANA

Brasil compra vacina para imunizar 201 milhões de brasileiros

O governo federal não consegue nem fazer as contas certas de seu povo

Com o anúncio do ministro Eduardo Pazuello (Saúde) da compra de 100 milhões de doses da Coronavac junto ao Instituto Butantan, o Brasil já conta com acordos para adquirir 402 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus. Como a maioria dos imunizantes deve ser aplicado em duas fases, as doses garantidas pelo governo federal já são suficientes para imunizar 201 milhões de pessoas, ou 95% da população brasileira.

PRIMEIROS 100 MILHÕES

Segundo Pazuello, serão 15 milhões de doses da vacina de Oxford até fevereiro e mais 85 milhões produzidas pela Fiocruz no 1º semestre.

QUANTO MAIS, MELHOR

Segundo Pazuello, serão 15 milhões de doses da vacina de Oxford até fevereiro e mais 85 milhões produzidas pela Fiocruz no 1º semestre.

ERRADICAÇÃO GARANTIDA

A Fiocruz ainda terá capacidade de produzir outras 160 milhões de doses ao longo do segundo semestre, garantindo continuidade da imunização.

CONSÓRCIO DE PAÍSES

A Covax Facility, grupo da OMS, garante ao Brasil mais 42 milhões de doses de qualquer das vacinas participantes, incluindo Pfizer e Sputnik5.

INVASÃO À CÂMARA EM 2006 NÃO GEROU TANTA REAÇÃO

Em junho de 2006 a Câmara dos Deputados, em Brasília, foi invadida por centenas de manifestantes de um certo “MLST”, dissidência ainda mais porralouca do MST. Tocaram o terror por 1h20m. Feriram 41 pessoas, depredaram, invadiram o interior do prédio com um carro e o viraram… Muitos protestaram contra o ataque à democracia e ao nosso Legislativo, mas nada parecido com o que se viu nesta quarta (6) em Brasília, após a invasão igualmente grotesca ao Congresso dos Estados Unidos.

MINISTROS NO PALANQUE

Na quarta, deputados protestaram, e ministros do STF e TSE subiram no palanque com insinuações de que Bolsonaro repetirá Trump em 2022.

OPORTUNISTAS DE PLANTÃO

Em 2006, deputados do PT e Psol, que hoje gritam contra a invasão no Capitólio, impediram a prisão dos liderados de um tal Bruno Maranhão.

SOB O REINO PETISTA

A tolerância quanto aos invasores da Câmara tinha explicação: Lula era o presidente e, afinal, os invasores eram seus eleitores (e de carteirinha).

PAPO DE VENDEDOR DE LIVROS

João Doria deveria deixar aos cientistas as explicações sobre vacina. Ele disse que vacinados com Coronavac “terão entre 78% e 100% menos possibilidade de desenvolverem a Covid-19”. Lorota. Terão até 78%.

Por Cláudio Humberto

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo