POLÍTICA

Chapa majoritária de Flávio Dino deve deixar de fora o Democratas e o Partido dos Trabalhadores

Depois de deixar de fora de seu grupo, os deputados federais Zé Reinaldo e Waldir Maranhão, os próximos só Deus sabe

Não será surpresa para ninguém no Maranhão, se DEM e PT não for colocado na geladeira comunista, assim como foi feito com Zé Reinaldo e Waldir Maranhão que caíram no conto do vigário e hoje estão chorando pelos corredores da política maranhense.

Pelo visto, dois dos três principais partidos que devem apoiar a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB) – PT e DEM – devem ficar mesmo de fora da chapa majoritária do comunista. A promessa foi apenas para manter as siglas próximas do Palácio dos Leões, mas sem nenhuma valorização como todos imaginavam, antes de encerrar a janela de filiação e troca de partidos.

Durante encontro realizado na manhã deste sábado (05), na presença de representantes de boa parte dos partidos que devem apoiar sua reeleição, Flávio Dino confirmou que o vice-governador Carlos Brandão (PRB) será novamente o candidato a vice e os deputados federais Eliziane Gama (PPS) e Weverton Rocha (PDT), serão os seus dois candidatos ao Senado.

A informação já foi confirmada por três deputados da base governista e pela própria assessoria da deputada Eliziane Gama que distribuiu release confirmando a decisão de Flávio Dino. A “Irmã” está muito feliz e a partir de agora vai fazer o possível e o impossível para abocanhar uma das duas vagas ao Senado, já que se ficar sem mandato, pode seguir caminhos como o de Haroldo Sabóia, Domingos Dutra e tantos outros políticos que por ganância, deram o passo maior que a perna.

A decisão, entretanto, não deve agradar a alguns partidos, que, no primeiro encontro com o comunista para tratar sobre a composição da chapa, demonstraram-se contrários a essa formação anunciada pelo governador. O DEM e o PT estavam aguardando para anunciar nomes, mas agora fica apenas no sonho.

PP, DEM, PT e PR haviam se posicionado contrário a confirmação da chapa, uma vez que pleiteavam espaços e defendiam outras possibilidades e outros nomes. Após anuncio de Weverton Rocha e Eliziane Gama, Josemar de Maranhãozinho e Fufuquinha, mudaram totalmente os semblantes. O que era só alegria, se tornou pesadelo.

O DEM, como foi afirmado pelo próprio presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, queria um espaço na majoritária e chegou até a condicionar o apoio à reeleição de Flávio Dino a essa vaga. Mas pelo visto, até Rodrigo Maia deve ser jogado para escanteio, querendo ou não.

Já o PT, pelo seu tamanho e força, também exigia espaço na chapa e afirmou que não apoiaria Eliziane Gama para o Senado, pelo fato da deputada ter votada a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Será que o Partido dos Trabalhadores vai cumprir com a palavra ou mais uma vez será apenas balela?

Resta saber agora qual será o posicionamento desses partidos diante dessa “batida de martelo” de Flávio Dino. Pelas previsões e principalmente pelo cenário político, alguns partidos podem voltar no mesmo caminho que foi.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close