BEQUIMÃO

Com Zé Martins na Prefeitura, Bequimão deixou para trás passado de abandono e descaso

São tantas melhorias que tem gente que nem lembra como estava o município antes de 2013

Bequimão mudou muito nos últimos oito anos. Em cada canto do município, uma nova obra, um projeto social, programas de saúde, ações culturais, competições esportivas e incentivos à produção rural ajudaram a transformar, para melhor, a vida dos bequimãoenses. VEJA NO VÍDEO ABAIXO.

Com tantas mudanças, tem gente que nem lembra como estava a situação do nosso município antes de 2013. Mas, agora, vamos relembrar juntos o passado de atraso e descaso de Antônio Diniz com o povo bequimãoense.

As imagens impressionam. As ruas do Centro estavam destruídas e sujas, causando desconforto e vergonha à população. A Praça da Matriz estava toda quebrada e havia deixado de ser um cartão postal da cidade. O patrimônio público estava abandonado: prédios sucateados, frota enferrujada e largada no pátio da prefeitura. O mobiliário das escolas não tinha mais condições de uso.

As estradas vicinais eram estreitas e perigosas. As pontes de madeira estavam intrafegáveis. Em muitas comunidades, faltava água e a produção rural não recebia incentivos.

E o maior desastre de todos: a saúde em Bequimão era um caos. Não havia hospital. Os atendimentos, no dia que tinha médico, eram feitos numa unidade mista imunda, sem estrutura e com cheiro de creolina. As paredes estavam cheias de mofo e o centro cirúrgico foi interditado pela Vigilância Sanitária.

Mas a população de Bequimão cansou de tanto descaso e escolheu o caminho do trabalho, da mudança, do crescimento.

Pela primeira vez, as ruas dos bairros Centro, Cidade Nova, Ferro de Engomar, Estiva, Balandro, Barrroso e do povoado Paricatíua receberam obras de pavimentação com asfalto.

As estradas vicinais ficaram mais largas e seguras. Foram mais de 300 km de vias recuperadas, em convênios com o Governo do Estado, o Governo Federal e com maquinários da própria prefeitura.

Mais de 70 pontes de madeira foram substituídas por tubos de concreto, facilitando o deslocamento até as comunidades rurais e o escoamento da produção do campo.

A Praça da Matriz voltou a ser um cartão postal e espaço para o lazer e eventos culturais e religiosos.

Bequimão ganhou uma nova vida, cheia de alegria, sorrisos e orgulho pela cidade que a cada dia fica mais bonita.

Foram retomadas as competições esportivas e diversas arenas foram construídas ou recuperadas, em todo o município. O Estádio Vivaldão está ganhando vestiários novos, iluminação e arquibancada.

Bequimão voltou a ser reconhecido como lugar de importantes manifestações culturais, com apoio às festividades e aos grupos do próprio município.

Pela primeira vez na nossa história, os moradores das comunidades quilombolas passaram a receber o tratamento que merecem. A Semana do Bebê Quilombola é pioneira em todo o país, numa parceria com o UNICEF e a Fundação Josué Montello.

Bequimão também passou a ter assistência social de verdade, com equipes que se dedicam para possibilitar o acesso de quem mais precisa aos programas sociais.

Nos últimos oito anos, houve distribuição de cestas básicas, com produtos da agricultura familiar. Peixes na Semana Santa. Brinquedos para as crianças. Luzes enfeitando o natal.

Quarenta e cinco poços e sistemas de abastecimento fizeram jorrar água na torneira das casas e diversas comunidades receberam serviços em açudes, cavas e barragens.

Na educação, Bequimão cresceu no IDEB, os mobiliários foram trocados, escolas passaram por reformas e outras novas foram construídas.

Servidores públicos tiveram seus direitos ampliados, com pagamento de benefícios e adicionais.

A maior transformação de todas foi na saúde. Com o Hospital Lídia Martins, que hoje possui 23 leitos, Bequimão passou a contar com médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e demais profissionais todos os dias da semana. Equipamentos modernos para exames, melhor infraestrutura, centros cirúrgicos e farmácia cheia medicamentos estão à serviço de todos os bequimãoenses.

Esse trabalho também chega à zona rural, com as equipes da Estratégia Saúde da Família, com os agentes comunitários e com os profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF).

Toda essa preparação ajudou o município a passar pela maior crise sanitária dos últimos tempos: a pandemia do coronavírus.

É por tudo isso que bequimão passou a ser reconhecido e ganhou prémios como um dos municípios do maranhão com melhor serviço de saúde pública.

A Família 15 tem a marca do trabalho. E todos esses trabalhos têm a assinatura de Zé Martins, o prefeito trabalhador.

Bequimão não quer voltar para o atraso. Para seguir o caminho do crescimento e do progresso, o povo já escolheu: João Martins e Magal (15), o melhor pra Bequimão.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo