BABADO DA SEMANA

Conta de luz deve ficar ainda mais cara no Maranhão

A informação foi repassada por Luiz Barata, ex-diretor do Operador Nacional do Sistema Elétrico ao analisar governo Bolsonaro

Muita gente se assustou com a última conta de luz. Desde julho — e sob a bandeira vermelha patamar 2 —, houve um aumento de 52% no valor da despesa. O Brasil que já enfrenta uma pandemia, agora vai ter que enfrentar a Crise Energética, com possibilidade de causar um apagão. No Maranhão, a situação é bem complicada, ainda mais para os estado de vulnerabilidade social. Os empresários que atravessam uma crise gigantesca, também estão com a corda no pescoço.

Estado como o Maranhão, que tem uma grande taxa de pobres, terá aumento assustador no valor da conta de energia elétrica, o que pode ocasionar um problema para muitas famílias, já que o governador Flávio Dino não tem um programa social para ajudar os pobres a pagarem a conta de luz.

Aliado da Equatorial Energia, o governo Flávio Dino nunca se preocupou com essas famílias, que terão duas opções: ter a energia cortada ou fazer o famoso gato, crime já combatido pelas operadoras de energia com apoio da polícia.

O certo mesmo, é que o maranhense está cada vez mais afogado, com preço de gás e gasolina nas alturas e agora com o reajuste da taxa de energia elétrica, em que atingirá os mais pobres.

Em entrevista, o engenheiro eletricista falou sobre o planejamento do governo Jair Bolsonaro para o setor, explicou o que faz a conta de energia ser tão cara e apontou uma solução definitiva para evitar futuras crises energéticas. Ainda na live, Barata Ferreira afirmou que a conta ficará ainda mais alta e criticou a maneira como a privatização da Eletrobrás foi aprovada.

Ex-secretário executivo do Ministério de Minas e Energia e ex-presidente da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, Barata Ferreira foi um dos especialistas que atuou durante a crise energética de 2001, quando o governo de Fernando Henrique Cardoso determinou um racionamento obrigatório no Brasil.

Com informações do Site The Intercept Brasil

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo