NOTÍCIAS

Covid-19: A importância de vacinar o gado

Artigo escrito e publicado pelo professor de comunicação social, Ed Wilson Araújo

A humanidade teve conquistas formidáveis em sua caminhada no processo civilizatório. O desenvolvimento científico e tecnológico na área da Medicina, por exemplo, atenuou o sofrimento de milhões de pessoas com a descoberta de medicamentos que diminuem ou eliminam dores, cicatrizam feridas e combatem agentes patogênicos em geral.

As cirurgias, por sua vez, corrigem situações que poderiam levar à morte ou invalidez.

Imagine você como a descoberta da penicilina revolucionou o tratamento de infecções causadas por bactérias.

Foi por meio da Ciência que as doenças como epilepsia e hanseníase deixaram de ser vistas como maldições demoníacas ou bruxaria.

No mundo animal, graças ao conhecimento científico, a descoberta da vacina contra a febre aftosa é um ganho incomensurável para a vida do gado bovino.

A febre aftosa é causada por um vírus perigoso que pode devastar rebanhos inteiros. Ela chegou ao Brasil por meio de animais importados da Europa, nos anos 1970, provocando prejuízos aos criadores.

Graças aos protocolos sanitários, inclusive a quarentena, o Brasil é um território livre da febre aftosa. Regularmente, as campanhas de vacinação orientam os criadores e estes, cientes da eficácia do imunizante, vacinam o gado com alegria.

Vacina serve para isso: evita as doenças e a morte de pessoas e dos animais.

Nosso país é um dos maiores exportadores de carne bovina do mundo. Sem a vacina e o controle da febre aftosa teríamos perdas enormes na economia internacional, fruto da balança comercial, e no abastecimento do mercado interno; ou seja, a carne no prato dos brasileiros.

Boi e vaca não pensam, mas a vida desses animais depende dos cuidados humanos. Nós, seres pensantes, através da Ciência, descobrimos fórmulas, criamos dispositivos, inventamos caminhos a percorrer na construção do processo civilizatório.

Infelizmente, algumas pessoas e certos governantes ainda vivem no tempo da bruxaria, proferindo asneiras contra os imunizantes.

Seria o caso, também, de uma vacina contra o obscurantismo e o negacionismo.

É preciso vacinar o gado.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!