HOMICÍDIO

Decretada a prisão preventiva do acusado de matar sobrinho de Sarney

O rapaz contou uma história torta durante depoimento, mas não convenceu a polícia

A justiça decretou na madrugada desta quarta-feira (17), a prisão preventiva do motorista Ayrton Campos Pestana. Ele é acusado de ter assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (16), o publicitário Diogo Adriano Costa Campos, sobrinho do ex-presidente José Sarney.

O crime ocorreu após uma discussão no trânsito na área da Lagoa da Jansen. O acusado fugiu após a prática do delito e a noite se apresentou na Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP). A polícia fez a apreensão  do veículo Fiat Argo de cor vermelha que era dirigido pelo acusado.

Após ter sido ouvido, Ayrton foi comunicado da decretação de sua prisão preventiva. Ele que estava acompanhado dos pais foi levado em seguida para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. As imagens de câmeras de segurança foram de fundamental importância para identificar o acusado.

Também através delas é possível perceber que tudo ocorreu muito rápido e após uma discussão no trânsito, Ayrton disparou de dentro do carro atingido a vítima no pescoço. O inquérito tem andamento na SHPP e até o final desta semana serão ouvidas as testemunhas do crime.

Por Silvan Alves

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo