NOTÍCIAS

Decreto de Flávio Dino abre Igrejas e mantém empresas fechadas

A incoerência do Governador do Maranhão prejudica empresários e trabalhadores

Estou há 48h tentando entender a tese incoerente do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que através de um “Decreto Amigo”, apenas para agradar pastores aliados, abre Igrejas e mantém empresas fechadas no estado. Fazendo uma análise da importância de cada seguimento, a Igreja é menos importante neste momento para a população que as empresas e os trabalhadores.

Primeiramente o Estado não sobrevive sem as empresas, mas viveria sem as Igrejas tranquilamente. São as empresas através de seus funcionários que sustentam o Estado, os Municípios e a União através das contribuições de impostos. Mas na visão de Flávio Dino, as empresas abertas trazem perigo aos trabalhadores e clientes com o avanço do novo coronavírus. A pressão de pastores aliados do Governador do Maranhão, usaram a deputada Mical Damasceno para cobrar a fatura de Flávio Dino. A fatura será paga e bem caro.

Entenda a importância das Igrejas para Flávio Dino, que pouco está se lixando para as pequenas empresas no Maranhão. Segundo  circulou nos bastidores da política em 2018, Flávio Dino, teria fechado apoio com as lideranças religiosas e como acordo, Flávio Dino abriria cargos de Capelão para inúmeras Igrejas. Os cargos foram abertos e muitos pastores se tornaram Capelães da noite para o dia. Segundo circulou a “Rádio Corredor”, dentro desse acordo os líderes angariavam votos de fiéis para reeleger o comunista. A campanha foi feita, Flávio Dino foi reeleito e agora vai ter que pagar a fatura abrindo as Igrejas.

Por outro lado, empresas como bares, restaurantes, lanchonetes e pizzarias, lojas de confecções, armarinhos e variedades continuam fechadas, demitindo seu funcionários por falta de dinheiro e quebrando com os cúmulos de impostos e encargos para pagar. Justamente as empresas que ajudam manter a máquina pública são mantidas fechadas, assim como as escolas, faculdades e universidades.

A grande questão é que as Igrejas Flávio Dino detém milhares de votos de cabresto, diferente das empresas, que os trabalhadores são independentes politicamente. O ovo “Decreto Amigo” coloca os prefeitos maranhenses em “saía justa”, já o pico da pandemia está justamente o interior e muitos pastores já anunciaram culto para este final de semana, que desrespeitaria os decretos municipais.Os empresários maranhenses não ficaram satisfeitos com esse “Decreto Amigo” de Flávio Dino.

Vai entender a cabeça de Flávio Dino, que a noite critica Bolsonaro e acorda pela manhã fazendo a mesma coisa ou até pior que o presidente da República!

“Não adianta ir a igreja rezar e fazer tudo errado. Você quer a frente das coisas, olhando de lado. O céu que te cobre não cobra, a luz da manhã. Desperte pra vida, acredite, a sorte é irmã” (Fernando Mendes).

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!