BABADO DA SEMANA

Em plena pandemia vereador Álvaro Pires quer volta das festas e serestas

O parlamentar quer o retorno de festas, serestas e similares em São Luís em plena pandemia

Parece que tem vereadores que vegetam ao colocar a cabeça pra funcionar. Em São Luís, o vereador Álvaro Pires (PMN), apresentou um requerimento na Câmara Municipal de São Luís, para que seja encaminhado à Prefeitura de São Luís e ao Governo do Maranhão, solicitando o retorno de de festas, serestas na capital maranhense em plena pandemia. O vereador perdeu a chance de ficar calado.

Em seu Requerimento, Álvaro Pires , que está mais desligado dos acontecimentos na capital maranhense, que um rádio sem pilha, solicita relatórios semanais das secretarias de Saúde do Estado e município de São Luís, atualizando o andamento e resultados das políticas públicas adotadas para conter a pandemia de coronavírus na Capital. Tudo isso mostra que o parlamentar não acompanha as ações realizadas pelo prefeito Eduardo Braide, seu principal aliado.

Em sua argumentação pífia, Álvaro Pires diz que a cidade já está há cerca de 100 dias com as atividades parcialmente paralisadas, e com as medidas adotadas pelo governo do estado e prefeitura de São Luís a cidade está preparada e estruturada no Sistema Único de Saúde – SUS, com hospitais de campanha e leitos disponíveis para pacientes com Covid-19, e que agora é necessário se preocupar também com a economia da Capital. Com a mentalidade bolsonaristas, Álvaro Pires prefere hospitais lotados, que serestas vazias, mostrando nitidamente que mais uma vez a população de São Luís errou ao votar em um cara despreparado e desumano, que se preocupa mais com cachaça, diversão, que com a vida dos ludovicenses.

“Não conseguimos combater a pandemia no transporte coletivo de São Luís, que segundo especialistas é o ponto mais crítico de aglomeração em nossa São Luís, por isso, venho encarecidamente apresentar esta proposta a meus pares, para que se sensibilizem com os pequenos comércios, os bares, restaurantes e nossos músicos que estão há cerca de cem dias sem trabalhar para honrar as contas que nunca pararam de bater à porta”, disse o vereador que ao invés de tentar resolver o problema no transporte público, que é seu papel como parlamentar, quer é seresta ao vivo.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo