BABADO DA SEMANA

Empresa citada na Lava Jato pagava Deltan por palestra?

O Procurador da República cobrou R$33 mil reais por palestra a uma empresa investigada

O procurador da República Deltan Dallagnol fez uma palestra remunerada no valor de R$ 33 mil para uma empresa que havia sido citada em um acordo de delação em caso de corrupção na própria força-tarefa da Lava Jato, mostram mensagens e documentos obtidos pelo The Intercept Brasil e analisados em conjunto com a Folha.

A firma do setor de tecnologia Neoway, que contratou Deltan, foi mencionada pela primeira vez em um documento de colaboração que foi incluído em um chat dos procuradores da operação em março de 2016, dois anos antes da palestra.

Além de participar do evento remunerado da companhia, em março de 2018, Deltan aproximou membros da Procuradoria e representantes da Neoway com o objetivo de viabilizar o uso de produtos dela em um trabalho da força-tarefa, da qual é coordenador em Curitiba.

O procurador também gravou um vídeo para a firma no qual enaltece a utilização de ferramentas tecnológicas em investigações, além de ter acionado um dos assessores do Ministério Público para avaliar seu desempenho na gravação.

Procurado, o Deltan disse à Folha que, antes de dar palestra remunerada para a empresa Neoway, não teve conhecimento de que a companhia já havia sido citada na Lava Jato. “Não reconheço a autenticidade e a integridade dessas mensagens, mas o que posso afirmar, e é fato, é que eu participava de centenas de grupos de mensagens, assim como estou incluído em mais de mil processos da Lava Jato. Esse fato não me faz conhecer o teor de cada um desses processos.”

Quatro meses após a palestra, em um chat, Deltan afirmou a outros procuradores que havia descoberto a citação à empresa na delação premiada do lobista do MDB Jorge Luz, que atuava em busca de vantagens em contratos da Petrobras e subsidiárias.

“Isso é um pepino pra mim. É uma brecha que pode ser usada para me atacar (e a LJ), porque dei palestra remunerada para a Neoway, que vende tecnologia para compliance e due diligence, jamais imaginando que poderia aparecer ou estaria em alguma delação sendo negociada”, afirmou o procurador na conversa. As mensagens são reproduzidas tal qual aparecem nos arquivos obtidos pelo Intercept, mantendo eventuais erros de digitação e normas da língua portuguesa.

A situação levou Deltan e outros procuradores que haviam mantido contato com a Neoway a deixarem as investigações relativas a Jorge Luz.

Os diálogos examinados pela Folha e pelo Intercept também mostram outras ocasiões em que convites recebidos por Deltan levaram a discussões sobre potenciais conflitos de interesses. (…) ** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

As mensagens dos procuradores sobre a palestra de Deltan para empresa citada na Lava Jato

Em um chat em 5 de março de 2018, o procurador da República Deltan Dallagnol festejou o fato de ter sido contratado como palestrante pela empresa de tecnologia Neoway e discutiu a possibilidade de marcar uma reunião com representantes da companhia. O objetivo era adquirir produtos da firma para trabalhos na Lava Jato

 

5.mar.2018

 

Deltan

23:14:46 Olhem que legal. Sexta vou dar palestra para a Neoway, do Jaime de Paula. Vejam a história dele: https://endeavor.org.br/empreendedores-endeavor/jaime-de-paula/

 

23:15:02 A neoway é empresa de soluções de big data que atende 500 grandes empresas, incluindo grandes bancos etc

 

Procurador Júlio Noronha

23:17:38 Top Delta!!! De repente, se conseguir um espaço para conversarmos com ele e tentarmos algo para trazer uma solução para agregar ao LINA, seria massa tb!

 

Deltan

23:19:00 Exatamente

 

23:19:26 Isso em que estava no meu plano.

 

23:19:36 Vou até citar ele na palestra pra ver se sensibilizo kkkk

 

23:19:41 História dele bacana

 

Noronha

23:19:43 Kkkkk booooua

 

Deltan

23:19:43 https://endeavor.org.br/historia-jaime-de-paula-neoway/

 

23:20:01 Mesmo espírito nosso, veja: O desafio qualificado, aliás, é o que mantém a moçada na pilha – e o barco a todo vapor. “Aqui, ninguém pode reclamar de monotonia”, diz, satisfeito. A psicologia reversa faz maravilhas na Neoway. “É só dizer: ‘isso aqui ninguém vai conseguir fazer’, que aparece sempre alguém para resolver. Pode ser que fique três finais de semana trancado numa sala, mas entrega pronto, todo feliz”. Leia mais em Endeavor @ https://endeavor.org.br/historia-jaime-de-paula-neoway/

 

Procurador Roberson Pozzobon

23:58:16 Valeu, irmanitos!! É nuuui

 

23:58:31 Que massa!!

 

CITAÇÃO

Lina Laboratório de Investigação Anticorrupção, projeto da força-tarefa

 

Após a palestra para Neoway em 9 de março de 2018, Deltan procurou agendar reunião entre procuradores e representantes da empresa, em outra conversa no aplicativo Telegram

9.mar.2018

Deltan

23:31:25 Caros podem receber a Neoway de bigdata na segunda para apresentar os produtos????

23:31:59 Ou quarta?

10.mar.2018

Noronha

08:18:35 Delta, melhor quinta à tarde. Quer passar nosso contato q combinamos direto?

Deltan

08:45:23 Quinta estarei em POA e como fiz um contato bom aqui valeria estar junto. Eles estão considerando fazer de graça. O MP-MG está contratando com inexigibilidade.

08:46:44 Daria pra readequar a reunião com o Hayashi e começar 13h se conseguirem…

Noronha

08:48:27 Já remarcamos com o Hayashi. E na outra semana? Dia 20?

Deltan

08:56:55 Eu posso, minha única preocupação é perdermos o timing da boa vontade deles rs

08:57:52 Mas entendo. Marcamos dia 20 então?

Noronha

08:59:05 Kkkk a gente ganha eles de novo qdo encontrarmos!

08:59:14 Dia 20, ótimo!

12.mar.2018

Deltan

21:21:41 NEOWAY: Jaime, Pedro e o Edu (Head de produto) irao no dia 20. Precisamos de 1 h de apresentação e de 30 m a 1 h para duvida e simulações. Poderia ser das 14 h as 16 h? Bjs e obrigada

21:21:47CONFIRMADO

Noronha

21:22:00 Ok!

21:23:11 Massa!!

Pozzobon

21:30:46 Shooooooolede de buela

Cerca de quatro meses após a palestra para Neoway e os primeiros contatos dos procuradores com a empresa, Deltan afirmou em outro diálogo ter descoberto que a firma havia sido citada na delação premiada do operador do PMDB Jorge Luz, condenado por envolvimento em pagamento de propina em contratos da Petrobras e subsidiárias

21.jul.2018

Deltan

11:04:20 Qto isso é ruim? Legalmente não vejo qualquer problema, mas já estou sofrendo por antecipação com as críticas.

11:04:20 Dando uma passada de olhos nos anexos do Luz, vejam o que achei

11:04:20 Empresa de TI que veio apresentar produtos de TI para LJ

11:04:20 Isso é um pepino pra mim. É uma brecha que pode ser usada para me atacar (e a LJ), porque dei palestra remunerada para a Neoway, que vende tecnologia para compliance e due diligence, jamais imaginando que poderia aparecer ou estaria em alguma delação sendo negociada. Quero conversar com Vcs na segunda para ver o que fazer, acho que é o caso de me declarar suspeito e não sei até que ponto isso afeta o trabalho de todos (prov tem que ser redistribuído para colega da PRPR e dai designar todos menos eu para assinar). Pensando rapidamente o que provavelmente poderia fazer ou informar: -Não tinha conhecimento, não participei da negociação -assim que tomei, me declarei suspeito e me afastei -a palestra remunerada é autorizada pelo CNMP e se deu em contexto de mercado (lançamento de produto de compliance) e por valor de mercado -já recusei palestra por conflito de interesses, mas nesse caso não foi identificado -como voltará à baila a questão das palestras, a maior parte das palestras é gratuita e grande parte do valor é doado

Em agosto de 2018, os procuradores discutiram em outro grupo sobre quem poderia trabalhar nos processos do lobista Jorge Luz. O problema da citação do delator à Neoway na colaboração premiada levou à exclusão de Deltan e outros colegas dos casos do operador do PMDB

16.ago.2018

Procurador Paulo Roberto Galvão

12:19:23 vcs nao preferem ficar de fora do luz?

Procuradora Laura Tessler

12:22:17 PG, não tem como colocar todos em todos os casos? e aí a gente faz nossa divisão aqui conforme a disponibilidade de cada um no momento

Galvão

12:22:32 delta nao quer…

12:28:20 problema da neoway, laurinha

Tessler

12:51:13 Ah tá. Esqueci. Achei que era alguma excentricidade da RD não querer incluir todos, kkk

Deltan

12:51:45 Quero distância rs

12:51:49 Acho que Robito e Júlio tb não queriam

Galvão

14:18:10 Je vai passar passar os nomes p a portaria, e ai qual o veredito do luz?

14:19:08 Antes q coloquem todos!

Procuradora Jerusa Viecili

14:21:00 Jerusa Athayde Paulo Laura Isabel Diogo Orlando

14:21:02 Ok?

14:28:29 Já foi

14:28:55 Melhor deixar fora quem teve contato com a neoway

No dia da palestra para a Neoway, Deltan também gravou um vídeo para a empresa destacando o uso de sistemas de dados em investigações e atividades empresariais. Na semana seguinte ao evento, o procurador pediu a ajuda de um assessor da Procuradoria para avaliar o conteúdo da gravação, pois receava parecer um garoto-propaganda da companhia de tecnologia

14.mar.2018

Deltan

09:39:34 A Neoway mandou um vídeo com trechos de entrevista que gravei lá, pedindo autorização para divulgar. Dá uma olhada e me diz o que acha por favor.

09:39:35 https://drive.google.com/file/d/1PQAif0PnIKbBzeZvGdjn-BXvQcTVDZCB/view

Assessor da Procuradoria

09:49:31 Tranquilo

09:49:53 Deu uma engasgada no começo, mas ficou bom.

Deltan

09:50:05 kkk

09:50:48 Fiquei um pouco preocupado porque ficou parecendo que estou vendendo os produtos deles rsrsrs, mas não foi proposital. Dei respostas sinceras às perguntas, mas encaixa perfeitamente com o que eles vendem, que é sistemas de big data rs

Assessor

09:53:05 Sossegado, ficou bom, destacou a questão do papel da tecnologia que foi e é fundamental pra investigação e ainda deu pra passar o recado sobre corrupção no final.

Em março de 2018, Deltan discutiu com colegas um convite para dar palestra remunerada para a Odebrecht Ambiental, empresa do grupo que fez a mais extensa colaboração premiada da Lava Jato

7.mar.2018

Deltan

21:29:19 Caros, temos coisas da ODEBRECHT AMBIENTAL?

21:29:38 Lembram de cabeça? Se não, pesquiso.

Noronha

21:30:56 Sim! Muita coisas; presidente da Ode ambiental, Fernando Reis eh um dos colaboradores

21:31:17 Fraudes em licitações para contratos de saneamento em Municípios

Deltan

21:32:06 ótimo. Fui convidado pra dar palestra remunerada lá e já achava meio conflito de interesses só por ter sido Odebrecht no passado, ainda que não tivesse nada de corrupção, e só ia confirmar se não era preciosismo, mas sua resposta sepulta qualquer dúvida

Noronha

21:33:36 Salvo engano, ela foi vendida com a anuência nossa; poderia parecer q há/houve conflito – anuiu com a venda e agora eh chamado para dar palestra

Pozzobon

21:33:58 Aí é perigo certo Delta

Deltan

21:36:19 Se não estava nos esquemas e fosse vendida, ainda assim, numa primeira reflexão, parecia roubada. Agora, se ela tava envolvida nos esquemas, por qualquer ótica que veja, é desastre certo.

21:36:47 Ainda que não houvesse conflito, esse seria um caso de mulher de César

Deltan enviou à esposa o link de uma reportagem da Folha que informava sobre o fato de a distribuidora de combustíveis Raízen ter sido alvo de uma operação da Polícia Civil do Paraná, e contou que iria cancelar uma palestra para essa empresa

31.jul.2018

Deltan

16:00:35 https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/07/operacao-em-curitiba-prende-executivos-das-3-maiores-distribuidoras-de-combustiveis-do-pais.shtml

16:00:46 Raízen é onde eu faria palestra na próxima quitna, em Campinas

16:00:48 Vou cancelar

16:00:54 pra evitar

A transcrição das mensagens manteve a grafia original dos arquivos obtidos pelo The Intercept Brasil

Veja mais na Folha...

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close