TRANSPORTE

Empresários pressionam SMTT para aumentar o valor da passagem em São Luís

Algumas empresas, segundo fontes, estariam atrasando os salários de funcionários para pressionar a prefeitura de São Luís

A novela de aumento da tarifa do transporte coletivo de São Luís e Região Metropolitana já voltou a tona após completar um ano do último reajuste. Segundo fontes, os empresários que comandam o transporte coletivo da Grande Ilha iniciaram a famosa pressão em cima da prefeitura de São Luís, com o objetivo de aumentar a tarifa dos ônibus urbanos e semiurbanos.

O último reajuste do transporte coletivo de São Luís aconteceu dia 16 de fevereiro de 2020. Os empresário exigem neste novo reajuste, o valor de R$0,30 centavos para cada tarifa.

O valor deve passar de R$ 3,20 para R$ 3,50 nas linhas não integradas e de R$ 3,70 para R$ 4,00 nas linhas que possibilitam integração. Já as linhas Expressas e Semi-urbana também deve ter reajuste. O semi-urbano que custa atualmente R$3,80 deve passar para R$ 4,10. Já a linha expressa que custa hoje R$3,90 deve passar para R$ 4,20.

O Sistema de Transporte Urbano da capital maranhense é composto por 174 linhas, sendo 149 integradas e 25 não integradas, que atendem cerca de 550 mil usuários/dia, segundo a prefeitura da capital maranhense.

O problema é que mesmo na pandemia, os empresários colocaram poucos ônibus na rua, cobraram preço de passagem com AR condicionado, mesmo estando desligado e só andam lotados, o que desrespeita os protocolos sanitários, e ninguém do Ministério Público do Maranhão vê isso. É hora de alguém acordar pra Jesus.

Tentamos contato com o SET e a SMTT por telefone, mas não tivemos êxito em nossas tentativas. Aguardamos um parecer da SMTT e do SET através de nota oficial.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo