MEIO AMBIENTE

Esgoto a céu aberto em praia de São Luís

Para o banhista pode ser prejudicial à saúde tomar banho nessa praia

As praias da Ilha de São Luís já não são mais confiáveis como eram em outros tempos. Com o crescimento da população, aumento dos condomínios habitacionais e a irresponsabilidade das construtoras e falta de fiscalização do poder público, o esgoto tem endereço certo: a orla marítima da capital.

A praia da Litorânea, uma das mais visitadas pelos banhistas, virou um verdadeiro esgoto a céu aberto, embaixo da ponte do Parquinho, por onde passa um rio que está totalmente assoreado e virou um canal de esgoto, jogando dejetos ao mar e contaminado a água e areia, podendo causar doenças aos que usam o local para lazer. As imagens feitas na manhã deste domingo (10) mostram o perigo à saúde da população banhista.

A redação do Portal G7ma.com entrou em contato com a Secretaria de Comunicação de São Luís, pedindo explicações, mas até o fechamento desta matéria não recebemos qualquer nota sobre o caso. O mesmo aconteceu com a Secretaria de Comunicação do Estado, que não enviou nota para nossa redação.

Doenças – De acordo com especialistas, o contato com a água contaminada pode causar gastroenterite, a mais comum entre as doenças que se pega na água imprópria para banho. A gastroenterite pode ser causada por bactérias, protozoários, como as amebas, ou vírus, como o rotavírus e o norovírus. Esses micro-organismos entram no corpo quando a pessoa ingere água contaminada, ainda que em pequenas quantidades, ou alimentos que tiveram contato com ela. De maneira geral, os sintomas são vômito e diarreia, mas também pode haver cólicas, febre e sangue nas fezes.

Outra doença que pode ser contraída é a hepatite A. Essa doença é causada por um vírus que chega à água pelas fezes de pessoas infectadas. A contaminação é por via oral, ou seja, pela boca, através da água ou de alimentos que tenham o vírus – ele consegue sobreviver por cerca de quatro horas na pele, após o banho de mar. “Nas praias de São Luís, os testes feitos não conseguem detectar o vírus da hepatite A.

DOENÇAS COMUNS NAS ÁGUAS DE PRAIAS

BICHO GEOGRÁFICO

O que é: Parasita que vive no intestino de cães e gatos, que é depositado no solo pelas fezes. A larva penetra e se aloja embaixo da pele, formando um caminho parecido com um mapa.

Sintomas: coceira e o desenho feito pelo caminho do parasita.

Prevenção: se caminhar em ambiente aberto, como areia, use calçado ou chinelo. Evite levar animais à praia.

FRIEIRA

O que é: doença provocada por um fungo que causa micose entre os dedos, mais conhecido como pé de atleta.

Sintomas: rachaduras entre os dedos que provocam coceira intensa.

Prevenção: seque bem os pés depois de lavá­los, principalmente entre os dedos. Se for preciso, use secador de cabelos.

Intoxicação alimentar

O que é: doença provocada por bactérias que não alteram o sabor dos alimentos. Em geral é causado pela ingestão de alimentos ou água contaminados.

Sintomas: diarreia, vômito, febre alta, mal estar e dor no corpo.

Prevenção: evite alimentos de origem desconhecida. Tome cuidado com a higiene na hora de preparar a comida.

DESIDRATAÇÃO

O que é: efeito provocado pela falta de líquidos no organismo.

Sintomas: provoca dores no corpo e na cabeça, vômito, tontura e queda de pressão arterial.

Prevenção: beber bastante líquido, de preferência, água. Em alguns casos, procurar o médico.

INSOLAÇÃO

O que é: exposição excessiva ao sol que causa queimaduras na pele que vão desde a vermelhidão até a formação de bolhas.

Sintomas: mal estar, ardência na pele, queimadura de segundo grau, bolhas. Em alguns casos, enjoo, vômito e tontura.

Prevenção: evite exposição prolongada ao sol, entre 10h e 16h, use filtro solar com fator acima de 30 e beba bastante líquidos.

Fotos: Estevão Aragão

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo