POLÍTICA

Ex-secretária de Educação de Peri Mirim faz denúncia grave contra prefeito Heliezer

Segundo a denunciante, o prefeito Heliezer Soares teria criado um gabinete paralelo em São Luís

Se o Ministério Público do Maranhão (MP) ou o Tribunal de Contas do Estado (TCE), não agirem urgentemente contra desmandos denunciados em Peri-Mirim, na gestão do prefeito Heliezer Soares (PCdoB), a Policia Federal vai ter que entrar em campo. Mas para isso, seria necessário uma denúncia por parte de órgãos fiscalizadores, principalmente após uma carta aberta publicada pela ex-secretária de Educação do município. Na carta, Gisélia Pinheiro Martins, denuncia a criação de um gabinete paralelo, onde, segundo ela, secretários não têm acesso aos recursos destinados ao município.

A professora Gisélia Pinheiro Martins, trouxe à tona, uma grave denuncia em carta aberta divulgada a população de Peri Mirim. A carta trouxe a verdadeira realidade do município, com denúncias gravíssimas, que se investigadas, colocam gestor e aliados na cadeia.

Gisélia relata a não autonomia do secretariado, e um gabinete paralelo mantido na capital do estado, São Luís, onde estaria servindo para planejar possíveis “macacadas” não republicanas. “A verdadeira prefeitura funciona em São Luís, em um escritório que nem determinados secretários sabem seu endereço, sua localização”.

De acordo com a denúncia exposta, o gabinete paralelo do prefeito, comanda todas as contas do município. “Nunca tive acesso a nenhuma conta dos fundos que são direcionados a educação, nunca tive a oportunidade de saber, por conta de gestão, a situação de muitas contas da gestão. Não tenho acesso a nenhuma senha, muito menos a chave J”. descreveu a ex-secretária. Veja a carta abaixo na íntegra.

A denúncia será levada a Policia Federal, Ministério Público, TCE-MA e demais órgãos competentes. É necessário que os vereadores de Peri-Mirim, se manifestem, abram os olhos, acordem para Jesus e parem de serem coniventes com o desmando e massacre dos perimirienses.

Queremos ver qual será o primeiro parlamentar a se manifestar sobre a denúncia, que é muito grave e precisa ser investigada. Não é para acontecer igual aconteceu com uma tal CPI, que acabou em pizza na Câmara Municipal, onde o irmão do prefeito Heliezer, Yuri Serrão é o presidente.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!