POLÍTICA

Flávio Dino se despede do comando do Maranhão

Durante despedida, Dino fez uma balanço de seus 07 anos de governo

Em evento no Teatro Arthur Azevedo, Flávio Dino participou do evento de despedida da gestão – “A nossa caminhada – O Governo de Todos Nós”. No ato, um balanço sobre os sete anos e três meses de Governo liderado por Dino, com relatos de pessoas beneficiadas pelos principais programas de Governo e políticas públicas que visaram combater desigualdades sociais.

Durante coletiva de imprensa, ele destacou os esforços da equipe de Governo em todas as áreas, como a rede de obras educacionais, passando pelo programa Escola Digna e a ampliação de vagas nas universidades, além dos esforços na saúde, principalmente no combate à pandemia. O estado é a unidade da federação que registrou a menor taxa de mortes por Covid-19.

“Nós acreditamos que conseguimos avançar no principal, que foi a execução de políticas públicas visando combater desigualdades sociais. É claro que ainda há muito o que fazer, mas, quando olhamos para trás, olhamos com muita alegria que nós temos hoje redes de direitos, amplas, abrangendo temas que são cruciais, fundamentais para o dia a dia do povo do Maranhão. A exemplo da educação, onde abrimos oportunidades para a nossa juventude”, declarou.

Deputado federal e secretário de Estado de Cidades, Márcio Jerry fez um balanço da gestão e frisou a importância do projeto ter continuidade. “Aqui, neste local, no dia 2 de janeiro de 2015, eu tive a honra de ter sido o orador em nome dos secretários que assumiram naquele momento. Sete anos e três meses depois a constatação de que valeu a pena aquilo que, naquele dia, o governador Flávio Dino e os secretários proferiram como sinais de esperança, sonhos e realizações para o Maranhão. E esse percurso foi marcado por muitos sonhos realizados, muitas conquistas, é um exemplo de como se faz gestão pública voltada para a maioria do povo”, comentou.

“Nosso sentimento é de dever cumprido, mas a missão não está cumprida. Tem muita coisa pra ser feita. É muito grande a responsabilidade do próximo governador que assume o Palácio dos Leões. Carlos Brandão falou hoje, ele tem essa ideia, da necessidade da dar continuidade, de seguir esse trabalho, para que o Maranhão continue no rumo certo e continue, cada vez, melhorando as condições de vida do povo”, completou Jerry.

Também esteve presente no evento Larissa Abdalla, atualmente a frente da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), pasta responsável por um dos projetos mais estruturantes no combate a fome, a rede de Restaurantes Populares. Como marca, em 2015, eram apenas seis unidades, todas na capital. Também no dia 31 de março, foi inaugurado o Restaurante Popular de número 100. E nesta sexta (1º), mais dois foram entregues para a população.

“Estou muito emocionada, o governador conseguiu passar a mensagem de tudo que foi feito nesses mais de sete anos, do nosso foco, da sensibilidade, da priorização para quem mais precisa. Eu chorei o evento todo, sou chorona por natureza. E não foi só pelas palavras dele. Foi pelo resgate de tudo que foi feito nesse período. São escolas, hospitais, restaurantes populares, oportunidades de emprego, a priorização efetivamente da camada mais vulnerável da população”, disse a secretária.

Salvar vidas

Carlos Lula esteve à frente da Secretária de Saúde num dos momentos mais difíceis da história recente: a crise do coronavírus. “O dia de hoje [o ato de despedida do governador] simboliza um traço claro de um momento em que o maranhense não deve permitir retroceder. A gente avançou muito nesses sete anos e três meses, construímos a maior rede de saúde da história do estado, a gente salvou muitas vidas. Isso é imensurável! Foram 21 hospitais, 17 policlínicas, um número absurdo de serviços de saúde, a gente chega a mais de cem obras inauguradas, cem placa de descerradas com serviços e unidades de saúde pública, isso é muito! O governo Flávio, portanto, fez bem, fez justiça, diminuiu desigualdade, melhorou a vida das pessoas e esse é a principal função da boa política, da política que faz diferença na vida das pessoas. É essa eu acredito a maior obra do governo. Mudar e cuidar da vida das pessoas eu acho que é isso que a gente deixa. A gente encerra esse dia com tristeza, claro, mas com muita alegria também, porque a gente, de algum modo, entregou muito pra população do nosso estado”.

Secretário de Comunicação, Ricardo Capelli analisou o período em que Flávio Dino esteve à frente do governo estadual, concluindo que o compromisso assumido com o povo foi honrado.

“A grande obra do governador foi tirar da invisibilidade os esquecidos, foi cuidar daqueles que mais precisam, foi semear oportunidades, como a escola digna, foi semear esperança, foi salvar vidas durante a pandemia, fazendo uma expansão extraordinária na rede de saúde pública do estado do Maranhão. Não há obra maior do que cuidar das pessoas, semear sonhos, semear esperança. Nós chegamos nesse dia em festa, em festa por ter assumido um compromisso e honrado esse compromisso com toda a população do Maranhão”, disse.

Neste sábado, dia 2 de abril, Flávio Dino passa o cargo para Carlos Brandão, vice-governador do Estado, em cerimônia que será realizada nesta tarde na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Por John Cutrim

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!