EDUCAÇÃO

Governo entrega 34 centros de educação em junho

Todos os equipamentos fazem parte do Programa Escola Digna do Governo do Estado

Investir na educação não basta apenas construir ou reformar escolas. Uma boa educação está baseada em um pacote composto por boas escolas, transporte escolar de qualidade, merenda escolar boa, uniformes, e principalmente valorização dos professores, que precisam de incentivo para trabalhar. No Brasil alguns gestores pregam uma coisa e fazem outra. Muitos exploram os educadores, mas propagam valorização. Salário alto não significa condições de trabalho, já que muitos professores tiram do próprio bolso para manter algumas necessidades da escola onde trabalham. Uma rotina corriqueira em vários estabelecimento de educação no país.

No Maranhão, o Governo do Estado, alcançou segundo a Seduc, a marca de 34 equipamentos educacionais entre construídos, reconstruídos e reformados, entregues em vários municípios, somente no mês de junho. As obras integram o Escola Digna, considerado o maior programa de investimentos educacionais já visto na história do estado. O que pouca gente conhece é esse tal “reconstruído’, que talvez na engenharia civil possa ser uma inovação, principalmente no Maranhão.

Além de escolas e unidades vocacionais  do Instituto, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), o Governo também devolveu à população bibliotecas Faróis do Saber revitalizadas e equipadas. Mas falta muito para colocar o Maranhão no caminho do desenvolvimento, quando o assunto é educação. Em alguns municípios do Estado, as prefeituras bancam o transporte escolar de alunos do Estado.

De acordo com o Governo do Maranhão, foram 19 prédios novos construídos em 12 municípios maranhenses, incluindo os que não possuíam prédios próprios do Estado, como é o caso de Presidente Sarney; locais com déficit de escola e em substituição a estruturas inadequadas como taipa, barro, palha, galpões, entre outros. Além disso, dos 217 municípios no Maranhão, o número de Escolas pintadas aumentou, o que não significa melhoria na educação. Apenas um paliativo, que futuramente vai gastar verba pública novamente.

Ganharam escolas novas: Os municípios de Lima Campos (povoados São José dos Mouras e São Lourenço); Presidente Juscelino (povoado Mata dos Caboclos); Apicum-Açu (povoado Ponta D’Areia); Vitorino Freire (povoado Sentada); Marajá do Sena (povoado Bandeira), Sítio Novo (povoados Monte das Oliveiras, Boa Esperança, Agrovila Bom Jesus e Novo Acordo), Caxias (sede e povoado Nazaré do Bruno), Barreirinhas (Sobradinho), Vargem Grande, Olinda Nova, Presidente Sarney e, neste sábado, Serrano do Maranhão, com três escolas, localizadas nos povoados Boa Vista, Boa Esperança e Olho D’Água. De acordo com a Seduc, até o final do ano outros municípios serão beneficiados com o Programa.

O governo também segue avançando na profissionalização de jovens maranhenses e entregou as unidades vocacionais do IEMA de Açailândia e Imperatriz, ampliando a oferta de vagas para aqueles que desejam obter uma Formação Inicial e Continuada (FIC). Só que em muitos municípios, os cursos são básicos, e para que o aluno tenha um conhecimento específico, seria necessário aulas técnicas, baseadas no mercado de trabalho.

O governador Flávio Dino entregou, ainda, escolas de Ensino Médio totalmente reformadas e reconstruídas em: Cachoeira Grande (C. E. Sotero dos Reis), Apicum-Açu (C. E. Amado Joaquim), Aldeias Altas (C. E. Teófilo Dias), Coelho Neto (C. E. Cidade de Coelho Neto), Lajeado Novo (C. E. Prof. Carlos Alberto Monteiro de Macedo), Sítio Novo (C. E. Parsondas de Carvalho), Montes Altos (escola com o mesmo nome, C. E. Parsondas de Carvalho) e, em Timon, a reconstrução do antigo CAIC, que após oito anos de abandono, será a sede definitiva do Colégio Militar Tiradentes V.

“Foi um grande primeiro semestre: dezenas de escolas construídas e reformadas; milhares de novos estudantes em tempo integral; centenas de professores e gestores em formação continuada; melhor índice de aprovação na história da rede pública estadual; confirmação do melhor salário do magistério no Brasil e tantas outras ações, que ratificam o Programa Escola Digna como a verdadeira revolução na educação do Maranhão. Sem retroceder, vamos caminhar para o crescimento do IDEB e, certamente, num futuro bem próximo, colocar nosso Estado no patamar que seu potencial condiz, de uma das melhores redes públicas do País”, realçou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Faróis do Saber

Em continuidade ao projeto de revitalização de todos os Faróis do Saber no estado, o Governo entregou no mês de junho cinco equipamentos, beneficiando os municípios de: Vitorino Freire (Farol do Saber Profa. Olivia Tavares Pessoa), Brejo (Adolfo Vieira de Moraes), São João do Sóter (Profa. Valdeci Sousa), Caxias (Gov. Eugênio Barros) e Codó (Profa. Carmem Palácio Lago).

Coordenado pelas Secretarias de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) e da Educação (Seduc), o projeto de revitalização dos Faróis garante espaços adequados para desenvolver atividades de educação e cultura, porque além de recuperar a infraestrutura, o equipamento é entregue mobiliado e com rico acervo.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close