MARANHÃO

Morre o radialista Herberth Pereira (Betinho da rádio Educadora)

A morte de Betinho, deixa o rádio maranhense ainda mais empobrecido

O rádio maranhense está a cada dia mais empobrecido. Grandes profissionais estão nos deixando e indo trabalhar no reino divino. Profissionais como Tony Castro, Roberto Fernandes, Rubinho Jhones, Carlos Henrique (O Galinho), Serginho Soares, Rony Moreira, Helena Leite, Concita Castro, Juarez Sousa, Haroldo Silva, Herbet Fontenelle Filho, Juraci Vieira, Adolfo Vieira, Renato Souza, Deni Cabral, Keila Roberta, Fernando Júnior, Silvan Alves e agora Herbeth Pereira (Betinho), deixam um legado enorme na radiofonia maranhense, mas por outro lado também deixam lacuna jamais preenchida por outro profissional. Isso mostra que o nosso rádio, mesmo surgindo novos e talentosos profissionais, ainda sim, continuará pobre.

Neste sábado, 01 de abril, infelizmente o rádio maranhense perdeu mais um de seus ilustres profissionais. Depois de vários anos enfrentando grave enfermidade, faleceu na noite deste sábado no hospital São Domingos, o radialista Herberth de Jesus Pereira, aos 69 anos, carinhosamente chamado por Betinho, um dos mais conceituados comunicadores do rádio no Maranhão.

Betinho foi diretor técnico da Rádio Educadora, onde também apresentava o programa “Eu, você e o amor”, nas noites da 560 KHZ e trabalhou como produtor no Bingo Domingão da Sorte, ao lado do radialista José Raimundo Rodrigues. Também foi presidente do Comitê de Imprensa da Câmara Municipal de São Luís e fez parte por muitos anos da diretoria do Sindicato dos Radialistas do Maranhão, onde tinha a felicidade de encontrar os amigos do rádio.

Junto com o jornalista Djalma Rodrigues, Betinho apresentou, ao longo de uma década, o programa Resenha 560 na rádio Educadora, um dos campeões de audiência na época. Betinho era polivalente, aquele profissional do rádio que sabia fazer tudo dentro da emissora.

Lamentamos muito o falecimento desse grande companheiro e amante do rádio, que também era meu amigo particular, incentivador e admirador de meu trabalho. Betinho deixa esposa, um casal de filho e dois netos. A radiofonia maranhense está de luto mais uma vez.

ORIGEM DE BETINHO

Maranhense de São Luís, “Betinho” nasceu dia 3 de agosto de 1954, tendo como pais Mamud Chain (sírio libanês) e Beatriz Marta Pereira.

Betinho era casado com Creuza Coelho Pereira, com quem teve o casal de filhos Herberth Júnior e Giselle Coelho Pereira, que lhes deram os netos Herberth Neto e Benjamin Coelho.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo