TRISTE

Parlamentares lamentam morte dos pais de Cleber Verde

Os pais do deputado federal, Cléber Verde foram mortos dentro da fazenda da família

Vários parlamentares lamentaram nesta quarta-feira (15) o assassinato dos pais do deputado Cleber Verde (Republicanos-MA). O crime ocorreu em Turiaçu, no interior do Maranhão (cerca de 150 km da capital São Luís).

Maria Graça Cordeiro Mendes foi atingida por golpes de arma branca e encontrada ontem na  fazenda do casal. O corpo de Jesuíno Cordeiro Mendes, baleado, foi achado hoje pela polícia local.

O deputado Hildo Rocha (MDB-MA) destacou que Cleber Verde é querido por toda a bancada estadual. “Quero lamentar muito e dizer que todos estamos muito tristes. Eles foram assassinados de forma brutal, fruto de uma tentativa de assalto frustrada”, disse.

Segundo o deputado Bira do Pindaré (PSB-MA), a notícia trouxe profunda dor. “Toda a nossa solidariedade em razão de perdas irreparáveis, do pai e da mãe, de maneira trágica e criminosa.”

O deputado Márcio Jerry (PCdoB-MA) afirmou que a polícia do Maranhão investiga o crime com várias equipes. “Falei com o secretário [de Segurança] Jefferson Portela, que já está em vias de elucidação completa desse bárbaro crime.”

NOTA

A assessoria de imprensa de Cleber Verde publicou uma mensagem de luto nas redes sociais do parlamentar.

“É difícil encontrar palavras que traduzam a tristeza e a indignação que todos nós, amigos da família Cordeiro Mendes, estamos sentindo neste momento. Dona Maria Graça Cordeiro Mendes e Sr. Jesuino Cordeiro Mendes eram pessoas de bem, que lutaram muito para criar seus filhos com dignidade, fé e resiliência. Eles não mereciam receber tamanha violência, quando tudo o que propagavam era paz, generosidade e amor ao próximo”, diz o comunicado.

“O assassinato brutal e covarde de dois idosos indefesos é algo que causa revolta e não pode ficar impune. Consternados e solidários, unimo-nos em oração para que Deus coloque sua mão misericordiosa e de amor para amenizar a dor dessa perda irreparável”, conclui a nota.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo