POLÍCIA

Polícia prende mulher que se passava por juíza e delegada

A mulher que não sabe nem seus direitos, foi presa no bairro Maiobão

Uma mulher que se passava por delegada e juíza da comarca de Paço do Lumiar-MA, foi presa por policiais da Delegacia Especial do Maiobão. A acusada identificada como Aghata da Silva Pereira, escolhia as suas vítimas em sites de compra e venda e também nas redes sociais como Instagram e Facebook.

Ela se apresentava como o nome de Mariana, delegada da Polícia Civil e também usava o nome de Cláudia que seria juíza de Paço do Lumiar-MA. Dentre as vitimas estão pessoas  que vendem roupas, perfumes e até poupa de frutas.

A marginal marcava o local para receber a compra e depois mandava a vítima procura-la na delegacia do Maiobão ou fórum de Paço do Lumiar.  De acordo com a polícia, ela fez inúmeras vítimas. A golpista só foi presa porque uma das vítimas se atrasou no encontro marcado para entregar os produtos e então resolveu ir até a delegacia para se desculpar pelo atraso e entregar a mercadoria solicitada pela suposta delegada.

No entanto ao chegar na delegacia descobriu que tinha escapado de um golpe. Quando estava conversando com os policiais o telefone da vítima tocou e ao perceber que era a golpista ela foi orientada pelos agentes e ir ao encontro de Aghata.

O encontro foi marcado nas proximidades de uma faculdade no Maiobão e assim que a vítima se aproximou da acusada, os policiais entraram em cena e deram voz de prisão a golpista. Ela foi levada para a delegacia onde foi autuada em flagrante. Várias vítimas foram até a delegacia onde reconheceram a acusada.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo