ELEIÇÕES

Romeu Zema faz farra de viagens de avião

Crítico de "farra", Zema faz 1 viagem aérea a cada 5 dias no governo de MG

O hoje governador Romeu Zema (Novo), de Minas Gerais, fez campanha eleitoral criticando duramente o uso de aeronaves do estado pelos antecessores no cargo. Mas já fez 16 viagens em aeronaves oficiais, o equivalente a uma a cada cinco dias, entre 16 de janeiro e 29 de março, de acordo com dados do Portal da Transparência do governo de Minas divulgados nesta semana.

Os destinos mais constantes nas viagens do político do Novo foram os aeroportos Juscelino Kubistchek, em Brasília, e Romeu Zema, em Araxá (MG), que homenageia o avô do governador, em sua cidade natal, distante 368 km de Belo Horizonte.

Zema também utilizou aeronaves oficiais para seus deslocamentos entre Belo Horizonte e Brumadinho (MG), na região metropolitana de capital, após o rompimento da barragem da Vale, que em janeiro matou mais de duas centenas de pessoas no município.

Em vídeo após ser eleito, anuncia o “fim da farra dos aviões” e a venda do primeiro avião, “conforme compromisso assumido em campanha”. “Nunca mais Minas vai ser o estado que vai ficar levando o governador e seus familiares para compromissos particulares. Temos de respeitar o dinheiro que o povo mineiro paga de impostos”, diz na filmagem.

“Coloquei à venda o primeiro avião da frota aérea que serviu aos ex-governadores do estado. Está muito usado, mas bem conservado e com a manutenção em dia”, afirmou, ressaltando a “grande oportunidade” para quem quisesse adquirir o veículo.

Em nota divulgada na tarde de hoje, a assessoria de imprensa do governador mineiro afirmou que Zema tem
“racionalizado” a utilização dos recursos do Estado “desde o início do mandato”. O governo de Minas informou também que, até o momento, duas aeronaves foram vendidas e uma outra foi doada para utilização do MG Transplante.

O texto diz ainda que o uso das aeronaves é definido pelo gabinete militar do governador, que atende a um pedido do próprio Zema de “sempre prezar pelo gasto de menor valor, realizando cotações de voos de carreia e custos para utilizar as aeronaves estaduais, levando em conta a equipe que irá acompanhá-lo”.

“Vale lembrar que todos os voos realizados, até aqui, foram para cumprir agendas oficiais, sempre buscando
investimentos e melhorias para tirar Minas do vermelho”, diz a nota.

Fabricado em 1984, o avião LearJet, com capacidade para oito passageiros e dois tripulantes, e 4.720 horas de voo, foi posto à venda pelo governo mineiro em fevereiro por R$ 2.226.700, por meio de licitação. Pouco mais de um mês depois, em 23 de março, foi comprado por uma empresa de táxi aéreo, por R$ 2.226.710. Um
ágio de R$ 10 sobre o valor inicial.

Promessa de campanha
Antes de assumir o cargo, Zema se comprometeu a acabar com a “mordomia” dos governos anteriores e manteve o discurso após a posse. No relatório dos voos de Zema não foram divulgados os valores gastos nos deslocamentos.

Em novembro do ano passado, Zema disse que iria acabar com o que ele classificou durante a campanha de “farra dos aviões” e “mordomia dos governadores mineiros”. “Eu quero acabar com isso, de que o governador tem que viver como uma majestade. Tem uma Força Aérea para o governador. Pretendo acabar com isso. Se precisar urgente, eu vou de táxi aéreo”, disse o político.

Em 1º de janeiro, logo após sua posse, Zema enviou uma carta ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) justificando assim sua ausência na cerimônia do novo mandatário, em Brasília: “Seria uma incongruência já nas primeiras horas de mandato fazer uso dessa estrutura [as aeronaves à disposição dos governadores mineiro] cara e que será cortada, como uma das primeiras medidas de contenção de despesas do governo eleito”.

Voos de Zema em aeronaves do governo de MG
Fonte: Portal Transparência (Governo de Minas Gerais)
Belo Horizonte a Brasília (16/01/2019) – Reunião com o presidente Jair Bolsonaro e ministros
Belo Horizonte a Varginha (24/01/2019) – Reunião com empresários, prefeitos e autoridades
Araxá a Belo Horizonte (25/01/2019) – Traslado em regime de urgência para reunião por ocasião do desastre
em Brumadinho (MG)
Belo Horizonte a Brumadinho (25/01/2019) – Reunião para traçar estratégias de enfrentamento ao desastre
ocorrido em Brumadinho (MG)
Belo Horizonte a Brumadinho (02/02/2019) – Reunião para continuidade às ações de enfrentamento ao desastre ocorrido em Brumadinho (MG)
Belo Horizonte a Uberaba (14/02/2019) – Cerimônia de posse de associação regional de municípios e reunião
com empresários e prefeitos
Belo Horizonte a Brasília (20/02/2019) – Reunião com ministros
Brasília a Januária e Belo Horizonte (21/02/2019) – Reunião com empresários e prefeitos e visita a uma escola
Belo Horizonte a Janaúba e Montes Claros (21/03/2019) – Visitas a projeto agrícola e usina fotovoltaica
Belo Horizonte a Montes Claros e Patos de Minas (22/03/2019) – Visita a forças de segurança pública, reunião
com prefeitos e empresários e posse de diretoria de associação de municípios
Belo Horizonte a Araxá e Brasília (25/03/2019) – Reuniões com ministros e secretários
Belo Horizonte a Brasília e Divinópolis (26/03/2019) – Encontro de governadores com o ministro da Economia,
Paulo Guedes
Divinópolis a Nova Serrana e Belo Horizonte (26/03/2019) – Reunião com empresários
Belo Horizonte para São Paulo (28/03/2019) – Mesa-redonda de governadores
Belo Horizonte para Contagem (29/03/2019) – Palestra de encerramento de evento de empresários
Belo Horizonte a Uberlândia, Araxá e Belo Horizonte (29/03/2019) – Visita a batalhão de polícia e visita a feira.

Por Carlos Eduardo Cherem (UOL/MG)

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close