BABADO DA SEMANA

Sem conseguir fundar o Aliança 38, Bolsonaro virou 51

O fracasso de Bolsonaro passa por não ter fundado o Aliança 38 e não eleger sequer um prefeito em 2020

Após não fundar o tão sonhado Aliança 38, o presidente Jair Bolsonaro encerrou nesta segunda-feira (31) as indefinições sobre seu rumo partidário para as Eleições de 2022, ao fechar sua filiação ao partido Patriota 51. A notícia foi anunciada pelo seu filho e senador fluminense Flávio Bolsonaro, ao discursar já como filiado ao Patriota, durante convenção do partido realizada na manhã desta segunda-feira (31).

Após se tornar o único senador filiado à sigla, Flávio Bolsonaro afirmou que o Patriota será o destino de seu clã político. O Patriota estendeu o convite ao presidente da República, que ainda não se pronunciou sobre sua filiação.

Flávio Bolsonaro falou em construir “o maior partido do Brasil após as eleições de 2022”, ao discursar na convenção, comparando o efeito obtido no PSL, partido pelo qual Jair Bolsonaro chegou ao Palácio do Planalto em 2018, quando a antiga sigla do presidente avançou de apenas um deputado para ter 52 parlamentares na Câmara.

Aqui no Maranhão partido é comandado por Josimar de Maranhãozinho e Júnior Marreca, dois políticos sujos e investigados pela polícia federal. O filho de Marreca, o Marrequinha, que é deputado federal, chegou a abastecer mil litros de combustível de uma só tacada em seu carro.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo