HOSPITAL

Semus implanta projeto de musicoterapia nos hospitais da rede municipal

A medida vai beneficiar pacientes internados em hospitais geridos pela Prefeitura de São Luís

No comando da Secretaria Municipal de Saúde – Semus há menos de 60 dias, a enfermeira Natália Mandarino vem impactando o órgão e, de maneira considerável, ajudando à gestão do prefeito Edvaldo Holanda Júnior (PDT) a resgatar a imagem e superar a crise que assolava a pasta. Com muita tranquilidade e técnica, Mandarino está dando um novo tom ao tratamento dispensado aos munícipes.

Nenhuma descrição disponível.
Com sabedoria e o apoio das auxiliares, as subsecretárias Isabel Macedo (gestora hospitalar) e Marcia Bittencourt (contadora e advogada), depois de esvaziar os corredores do Socorrão I e II, iniciar serviço de reforma e pintura nas duas unidades, bem como na sede da pasta, a secretária tem conseguido vencer o boicote e impor seu ritmo à gestão, tendo o olhar humano como diferenciador. Uma prova disso foi o mais novo projeto implantado nas unidades de saúde da rede municipal: a musicoterapia.

Nenhuma descrição disponível.
“Em um momento tão difícil como é a enfermidade, ainda mais na rede pública, implantamos a musicoterapia objetivando levar uma dose de amor aos nossos pacientes”, afirmou Natália. Musicoterapia é uma forma de tratar o enfermo através da música, ou seja, uma técnica que trabalha com a saúde ao utilizar formas diversas de aprendizado, expressões e arte. O resultado desse trabalho sensível é a prevenção e promoção de saúde para todos.

Nenhuma descrição disponível.
“Existem pesquisas comprobatórias que o ato de ouvir ou tocar música ajuda a melhorar as frequências cardiorrespiratórias e a pressão de pacientes portadores de doença arterial coronária. Ajudam em transtornos neurológicos, pois tem se mostrado muito eficaz nos sintomas da ansiedade, depressão e de isolamento, sem contar, ainda, os efeitos surpreendentes no tratamento de pacientes vítimas de AVC, Mal de Alzheimer e outros tipos de Doenças Neurodegenerativas”, finalizou a secretária.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo