MARANHÃO

Vagas de emprego crescem no Maranhão, só o Governo Brandão criou 65 vagas no Palácio dos Leões

Os maranhenses brandonistas aliados e com reduto eleitoral não tem do que reclamar de Carlos Brandão

O Maranhão tem crescido igual rabo de cavalo: para baixo. Mas na gestão Carlos Brandão, atualmente ancorada pelo governador-desembargador Paulo Velten, o número de vagas de emprego para o Palácio dos Leões tem crescido a cada mês.

Faltando 4 dias para encerrar o período vedado estabelecido pela Justiça Eleitoral e em pleno ano eleitoral, Brandão, que deve tentar a reeleição solicitou a criação de 65 novos cargos em comissão para o Palácio dos Leões, que foi prontamente aprovado na Assembleia Legislativa esta semana.

São 14 novas vagas de livre nomeação na Secretaria de Governo, 14 na Secretaria de Educação, 37 na Secretaria de Articulação Política, todos criados no dia 27 de junho pelo presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, mas com aval de Carlos Brandão, já que o próprio Brandão disse em entrevista, que mesmo de licença, trabalha o dia inteiro, reúne com secretariados, mesmo home office.

Na Secretaria de Estado de Articulação Política (Secap), comandada pelo ex-deputado Rubens Pereira, pai do deputado federal Rubens Pereira Júnior (PT), serão 37 vagas de Auxiliar Técnico II, DAI-5. Cargos que serão escolhidos a dedos, de acordo com a força política do aliado.

Na Secretaria de Estado da Educação (Seduc), reduto de Luis Fernando Silva, ex-prefeito de Ribamar e Roseanista por fidelidade, será 01 cargo de assessor DGA, que foi transformado em 14 DAI.

Na Secretaria de Governo (Segov), em que servidores recebem diárias para cobrir Carlos Brandão mesmo sem a presença do governador-tampão no estado, Diego Galdino terá espaço para abrigar 14 novos pupilos de Flávio Dino e Felipe Camarão, faltando 90 dias para as eleições de outubro.

Enquanto isso, o maranhense que compra combustível de R$7,00, Gás de R$120,00, paga Energia com imposto alto, usa transporte sucateado, paga IPVA caro e ainda tem seu veículo tomado pelo Estado, continua desempregado, recebendo auxílio esmola do governo e pagando todas as mordomias do Palácio dos Leões. Esse é o Maranhão que os poderosos comunosocialistas não querem pra parar, reformar e colocar para funcionar diferente.

Com informações do Marrapá

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!