NOTÍCIAS

Vereador Francisco Chaguinhas critica Agenda 2030 da ONU

O parlamentar projeta que as metas promoverão a homogeneização da população

O vereador Francisco Chaguinhas (Podemos) utilizou a tribuna, durante a sessão plenária desta terça-feira, 14, em tom de crítica à Agenda 30, mecanismo criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade nos próximos anos.

Também conhecida como Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, ela contém 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), baseados nos antigos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que contemplam desde a erradicação da pobreza até os cuidados com o meio ambiente.

“O meio ambiente é o veículo perfeito para a elite programar sua versão do paraíso, isso porque quase todas as formas possíveis de atividades humanas contemplam o meio ambiente de algum modo”, ponderou Chaguinhas.

Segundo trecho do preâmbulo da Agenda 2030, seus 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável e 169 metas refletem a ambição desta nova agenda universal. Eles são integrados e indivisíveis, e equilibram as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental.

Já para o parlamentar, as metas nada mais são do que palavras bonitas para disfarçar a agenda autoritária que em nenhum ponto contempla a liberdade humana. Ele concluiu afirmando que elas visam a homogeneização da população, a fim de submetê-la ao julgo do Estado.

Por Suellen Soares

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo