BABADO DA SEMANA

Vereador Paulo Victor defende Flávio Dino usando como prova matéria da Revista Veja paga pelo governador comunista

O agora líder do governo Flávio Dino na Câmara Municipal de São Luís tem como argumento de defesa, matérias pagas com dinheiro público

Após discurso do vereador Francisco Chaguinhas (Podemos) na Tribuna da Câmara Municipal de São Luís na manhã desta terça-feira (11), onde o parlamentar fez críticas ao modo como Flávio Dino trata a pandemia e centraliza tudo para usar como propagada em favor de seu governo, o colega de parlamento Paulo Victor que virou comunista da noite para o dia e passou a ser líder do governo Flávio Dino na Câmara Municipal, algo inédito na política ludovicense, também subiu a tribuna e fez defesas ao camarada do Palácio dos Leões.

Em seu pronunciamento Francisco Chaguinhas foi categórico e certeiro ao citar Flávio Dino e demais governadores.“É com o coração partido e com as veias sangrando de dor e saudade, que os amigos, os vizinhos e os familiares que se foram, de forma brutal, acometidos pelo vírus chinês, vírus que saiu do útero da China para dizimar o mundo. Também, esse vírus chinês, com a estupidez da politicagem dos 27 governadores desse país que é só propaganda e mais nada. O que nós vemos são esses hospitais se transformarem em verdadeiras camas de gás”, declarou Francisco Chaguinhas.

Sem base argumentativa para defender o camarada, Paulo Victor juntou matérias da Revista Veja, pagas pela Secretaria de Comunicação com dinheiro público para falar bem do governador. Ao usar a tese baseada na matéria, Paulo mostra que não consegue apontar nada positivo de Dino sem recorrer as anotações de Márcio Jerry, é mais um iludido pelo PCdoB, sendo usado por Jerry para defender o indefensável.

Como todos sabem, o Maranhão não virou uma Manaus-AM, como Paulo Victor argumentou, graças aos prefeitos, que agiram, trabalharam e lutaram, enquanto Flávio Dino comprava respiradores da China com dinheiro público e sequer recebeu os equipamentos. Tenho certeza que isso a Revista Veja não pautou, já que o texto sai pronto da Secom.

Além disso, talvez Paulo Victor não saiba ou não queira falar, que os programas sociais de Flávio Dino no combate a pandemia foram simplesmente para fazer vídeos e publicidade usando imagens de famílias com necessidades, profissionais com dificuldades e a miséria do Maranhão. A prova foi o programa comida na mesa, que teve publicidade como se fosse algo extraordinário, usando imagem de quem passa fome para se alto promover. Nem a Revista Veja, O Antagonista, Revista Fórum, o Estadão, O Globo e uma infinidade de veículos de comunicação nacionais que são pagos com dinheiro público para enganar o próprio povo, sabem da metade das atrocidades cometidas por Flávio Dino.

“E vale à pena que a gente traga à baila que ao contrário de filosofar, o nosso governo, governo comunista, do governador Flávio Dino, faz é ampliar o combate à pandemia. Tivemos como destaque, no dia 10 uma reportagem da revista Veja, que apontou o Maranhão, estado mais pobre do país, é a unidade da federação que vem registrando a menor taxa de mortes por Covid-19, um índice semelhante ao da Alemanha”, rebateu Paulo Victor se baseado em matérias pagas e reconhecendo que o Maranhão é o estado mais pobre do país administrado pelo camarada comunista.

O que o povo não entendeu foi onde Paulo Victor encontrou que Flávio Dino descentralizou o combate a pandemia, já que os hospitais de campanha todos foram feitos pela iniciativa privada e um pelos Estados Unidos. Talvez lendo a Revista Veja, Paulo Victor descobriu que as Unidades de Pronto Atendimento tenham sido referências em combate a Covid-19. Uma coisa é certa, o governador que Paulo Victor defende, perseguiu pequenos empresários e liberou geral para Ilson Mateus, amigo do governo comunista e dono do grupo Mateus, que aglomerou e ainda foi o único beneficiado por Flávio Dino na pandemia.

Paulo Victor disse ainda que Flávio Dino deu bom exemplo no combate à pandemia.  Só para lembrar ao nobre defensor comunista na Câmara Municipal, que os hospitais macrorregionais tiveram fila de espera, um exemplo o de Pinheiro na Baixada Maranhense. Se Flávio Dino foi exemplo bom no combate a pandemia, os piores exemplos ficam difíceis de defender. Flávio Dino politizou tudo, passa o dia as redes sociais criticando Bolsonaro e faz pior que o presidente da República, persegue adversários e prejudica milhares de pessoas com o objetivo de atingir um opositor, como vem fazendo com o prefeito de São Pedro dos Crente-MA, Lahésio Bonfim ao enviar apenas 20 doses de vacinas para o município.

Com anotações enviadas por Márcio Jerry, Paulo Victor citou as invisíveis 18 sub-regionais que ninguém viu em lugar algum. A prova foram pacientes que chegam do interior e rodavam até 4h para poder serem atendidos. Inclusive teve óbito de um paciente de Bacabeira-MA e virou matéria em rede nacional.

A defesa de Paulo Victor teria sido mais digna, se tivesse falado que Flávio Dino usou a pandemia e os óbitos por Covid-19 para tentar se promover nacionalmente visando o Palácio do Planalto em 2022. Fez de tudo, inclusive adesivar com a marca de seu governo as caixas com vacinas contra a Covid-19 e as cestas básicas entregues às famílias carentes. Enquanto Paulo Victor defende Flávio Dino com matérias pagas em revistas e jornais, a Secretaria de Comunicação continua gastando dinheiro público pagado para divulgar esse tipo de informação maquiada.

O vereador Francisco Chaguinhas marcou um gol de placa ao criticar a atuação de Flávio Dino, que passa o dia colocando culpa em Bolsonaro baseado em seus fracassos. A única coisa que Flávio Dino fez e muito, nesta pandemia foi gastar dinheiro público e fingindo que estava combatendo o avanço da Covid-19. Com a instalação da CPI da Covid-19, talvez os argumentos de Paulo Victor sirva para defender o governador comunista.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo