POLÍTICA

Anel Viário é um retrato colorido da incompetência do prefeito Eduardo Braide

Para quem se dizia preparado, vamos ver se realmente está, com as fortes críticas da população

Quem passa pelo Anel Viário, na região Central de São Luís, fica abismado com o descaso da Prefeitura de São Luís, e principalmente com tanto dinheiro público jogado literalmente na lama nas gestões Edivaldo Holanda Júnior e acobertado pelo atual prefeito Eduardo Braide.

Os usuários do transporte público ou até mesmo quem passa por ali todos os dias, não acreditam do descaso de Braide com a região, que também foi abandonada, assim como outras áreas da capital maranhense, a exemplo do São Cristóvão. O local, um dos mais movimentados da capital maranhense, zona de entrada e saída para a Baixada Maranhense, está tomado por buracos, lamas e obras inacabadas que geram uma série de transtornos e prejuízos aos ludovicenses.

A revitalização de todo o entorno do Anel Viário – Fonte do Bispo teve início ainda na gestão do ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior, responsável por concluir a maior parte das obras (80%) e inaugurada as presas em dezembro de 2020. Já no atual governo do prefeito Eduardo Braide, a finalização dos trabalhos anda a passos de tartaruga, o que demonstra completa inoperância da sua gestão quanto a infraestrutura da cidade.

O que deveria ser benefício para a população deu lugar a prejuízo diário para motoristas, usuários de transporte público e até para os comerciantes do local, que têm que conviver com poeira e lama, quando chove, e com crateras que dificultam o trânsito no local. Enquanto isso, a SMTT coloca uma viatura para descer a caneta em quem para por ali.

A perturbação diária tem refletido em críticas contundentes ao prefeito Eduardo Braide nas redes sociais, que, mesmo após mais de um ano na Prefeitura, ainda não conseguiu concluir os 20% do restante da obra que lhe cabia.  Os vereadores de São Luís precisam cobrar mais sobre a situação do Anel Viário, abandonado pela gestão municipal. Apenas os vereadores Francisco Chaguinhas e Marcial Lima passaram a cobrar do gestor, mas é como passar sabão em cara de cavalo.

O Anel Viário é o retrato da incompetência da gestão Braide, que vem massacrando diariamente os ludovicenses, principalmente os que precisam do transporte público, sejam moradores da região central, Itaqui Bacanga, ou área nobre, já que 90% dos veículos do transporte coletivo e alternativos passaram pelo Anel Viário.

Eduardo Braide não estava preparado, como dizia, principalmente pelas atitudes de perseguidor, já que os que não rezam na cartilha dele, são perseguidos 24h pelos secretários a mando do gestor, segundo se queixam os vereadores, principalmente os ex-aliados.

Por D98

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!