MARANHÃO

Após crise no ferryboat, Carlos Brandão enfrenta greve de servidores da AGED

Governador do Maranhão pegou uma bomba atômica das mãos de Flávio Dino, horas antes da explosão

Os servidores da Agência Estadual da Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) começaram, por tempo indeterminado,  mais uma greve. A  Caravana de servidores se reuniu em frente à sede da AGED-MA, no bairro São Francisco, em São Luís, na manhã desta quinta-feira (01),  para protestar contra, segundos eles,  compromissos assumidos e não honrados pela gestão Flávio Dino/Carlos Brandão.

De acordo com o Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Maranhão, os trabalhadores fazem o ato para demonstrar a indignação dos agentes contra o mau tratamento que, há anos, eles vêm recebendo da administração estadual, em relação a falta de revisão salarial, pagamentos de salários atrasados, verbas indenizatórias, progressões, promoções e adicionais de qualificação, represados durante anos.

EXPOEMA PODE SER AFETADA

A paralisação, ainda segundo o sindicato da categoria, pode afetar o movimento da Exposição Agropecuária Estadual – EXPOEMA – tradicional feira que voltará a ser realizada este ano, após Flávio Dino ter abortado o evento, por questões políticas, prometendo construir um residencial no local do Parque Independência, obra que nunca aconteceu.

São os servidores do Grupo AFA (Atividades de Fiscalização Agropecuária) que avaliam as condições sanitárias dos animais destinados à exposição, com início marcado para o período de 4 a 11 de setembro deste ano.

Por Repórter Interativo – Com informações da Ascom

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!