SÃO JOSÉ DE RIBAMAR

Após Luís Fernando “arregar”, Eudes Sampaio assume prefeitura de Ribamar

São José de Ribamar: a esperança atende pelo nome de Eudes Sampaio (PTB)

É bem verdade que a população de São José de Ribamar, principalmente quem votou em Luis Fernando Silva, está se sentido traída, mas também é verdade que a maioria absoluta da população está aliviada e com a esperança renovada.

A administração de Luis Fernando foi um desastre e nem longe repetiu os seus dois bons mandatos anteriores. Como prefeito nesta gestão, Luis Fernando foi um “picolé de chuchu”, apelido dado a ele pela turma do seu agora aliado, Flávio Dino.

E justamente pelo fracasso dessa gestão, é que a população, mesmo se sentido traída pela covardia de Luis Fernando, já que abandonou o “barco” no meio do caminho, também renovou a esperança de dias melhores.

Nesse momento, a esperança em São José de Ribamar atende pelo nome de Eudes Sampaio, que oficialmente deixou de ser vice-prefeito na última sexta-feira (15) e passou a ser o novo prefeito da cidade, pelo menos até 31 de dezembro de 2020.

Formado em administração, com postura bem mais serena, agregadora e equilibrada do que a do seu antecessor, Eudes Sampaio já foi vice-prefeito de São José de Ribamar por algumas oportunidades e conhece como poucos a máquina pública da cidade.

Com isso, Eudes Sampaio tem tudo para fazer um bom mandato e atender a expectativa e/ou esperança depositada nele a partir de agora.

No entanto, Eudes Sampaio precisa entender que deixou de ser vice-prefeito e é o prefeito de São José de Ribamar e será cobrado como tal. Ele precisa ter a sua equipe de governo, acertar e errar com suas próprias pernas e implantar o seu modo de administrar, do contrário ficará eternamente conhecido como vice-prefeito e perderá uma excelente oportunidade de dar uma grande contribuição com a sua cidade.

Além disso, nunca é demais lembrar que Eudes Sampaio ainda tem direito a uma reeleição em 2020, mas para isso precisa conquista-la em aproximadamente um ano e meio de trabalho.

Por Jorge Aragão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close