BEQUIMÃO

Bequimão-MA: Boletim de Ocorrência é registrado na Polícia Civil contra o irmão de Antônio Diniz, Ariolando Braga

Ele é acusado de disparar tiros de arma de fogo contra moradores do Pericumã, na zona rural de Peri-Mirim

O ex-policial federal aposentado, Ariolando Ferreira Braga, irmão, do ex-prefeito de Bequimão, Antônio Diniz, é acusado de disparar tiros de arma de fogo contra moradores da comunidade quilombola Pericumã, zona rural de Peri-Mirim, na Baixada Maranhense. O caso teria acontecido na última quarta-feira (16). Um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado contra Ariolando Braga na última sexta-feira (18), na Delegacia de Polícia Civil, na cidade de Palmeirândia-MA. Veja abaixo uma cópia do Boletim de Ocorrêcia.

ENTENDA O CASO

De acordo com relato de moradores, Ariolando Ferreira Braga, que se diz proprietário de um lote de terra na comunidade Pericumã, teria disparado vários tiros de arma de fogo contra moradores do povoado, que não aceitam o “Rei do Gatilho” cercar irregularmente uma área de campos nativos, que estaria prejudicando a vida de quem mora na comunidade e vive da pesca. A insatisfação dos quilombolas estaria irritando o ex-policial, que se apresenta aos moradores da região como Coronel da Polícia.

O conflito que já é antigo e foi parar na justiça [Veja o Processo clicando AQUI…]. Após anos na justiça, o juiz Ivis Monteiro Costa, da Comarca de Bequimão, assinou uma liminar dando reintegração de posse da terra em favor de Itelvina Marques Braga da Silva e Sebastião Justino da Silva Neto como legítimos proprietários da referida terra em questão, denominada Fazenda Pericumanzinho [Veja a Decisão Judicial clicando AQUI…]. O problema é que a liminar não autoriza cercar os campos nativos, como mostram imagens de um vídeo feito por moradores. Veja no rodapé da matéria.

DEPOIMENTO DE UM MORADOR

“Nesta quarta-feira (16), realizamos uma reunião com moradores da comunidade para discutir a situação. A situação é que ele [Ariolando] se encontra com uma autorização para cercar uma pequena área que ele diz ser dele. Só que ele está cercando uma boa parte do campo. Na reunião nós decidimos não partir para o enfrentamento para evitar um banho de sangue, porque ele [Ariolando] está o tempo todo armado de forma ostensiva. Resolvemos procurar a justiça com a denúncia de crime ambiental que ele está cometendo ao cercar o campo. Após a reunião fomos algumas pessoas ver até onde ele já tinha cercado. Fizemos fotos e gravamos um vídeo pra fundamentar a nossa denúncia. Ele [Ariolando], então, chegou e foi logo atirando na direção das pessoas que correram: umas para o mato e outras para o campo aberto. Ele deu 3 tiros. Continuamos com a mesma decisão. Vamos procurar a justiça”, relatou uma liderança da comunidade que prefere ser identificado por medo de ser morto.

QUEM É ARIOLANDO FERREIRA BRAGA

Ariolando é um ex-policial federal aposentado, bequimãoense, já foi secretário municipal de Finanças na gestão de seu irmão, o ex-prefeito de Bequimão, Antônio Diniz (2009 a 2012). Em 2017, o “Rei do gatilho”, foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), a devolver mais de R$20 mil reais aos cofres públicos, além de receber uma multa de R$36 mil reais. Veja AQUI

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo