BEQUIMÃO

Bequimão recebe agroindústria de beneficiamento de mandioca

A comunidade Vila Nova, localizada na MA-106 na região de Monte Alegre no município de Bequimão-MA

Produtores da Associação dos Agricultores do Povoado Vila Nova, do município de Bequimão, comemoraram, nesta quinta-feira (10), a entrega de uma agroindústria de beneficiamento de mandioca toda estruturada com equipamentos novos, modernos, de qualidade e nos padrões estabelecidos pela Vigilância Sanitária. A iniciativa é uma ação do Governo do Maranhão, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, e tem o objetivo de expandir e fortalecer a cadeia produtiva da mandioca, além de gerar trabalho e renda para as famílias.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, a entrega do empreendimento representa mais um passo importante para o fortalecimento da cadeia produtiva da mandioca na região, como também uma oportunidade de geração de trabalho e renda para os agricultores familiares e desenvolvimento para o município de Bequimão.

“Nosso objetivo é fortalecer a agricultura familiar e oportunizar qualidade de vida aos produtores rurais. Então, nós não apenas entregamos empreendimentos como esse, nós buscamos e contamos com parcerias para que a ação possa realmente mudar a vida das pessoas. Dessa forma temos o apoio da Agerp, que dentro do processo produtivo com técnicas e manejo adequado melhoram a produtividade, e o apoio do Sebrae que nos ajudou nas capacitações nas áreas de gestão e comercialização dos beneficiários”, explicou Júlio César Mendonça.

Dona Ana Rosa Garcia, presidente da Associação dos Agricultores da Vila Nova, conta que antigamente eles produziam farinha sem nenhuma estrutura, de forma braçal e que exigia muito esforço físico.

“Essa casa de farinha representa uma vitória para os agricultores familiares do nosso povoado e dos povoados vizinhos como Matinha, Bebedouro, Monte Alegre e Rio Grande. A partir de agora temos estrutura adequada para produzir farinha de qualidade, com higiene e com menos esforço físico”, declarou a presidente.

A superintendente de Organização Produtiva da SAF, Ladyanne Pinheiro, informou que na cadeia da mandioca o Governo do Estado está atuando em 17 municípios, com investimentos de mais de R$ 2,5 milhões, beneficiando cerca de 700 produtores.

“Entendemos que o agricultor precisa da terra para plantar, precisa de assistência técnica para alavancar a produção, mas ele precisa também de infraestrutura para poder ter renda por meio da agregação de valor do seu produto. Aqui nesta agroindústria, foram investidos quase R$ 200 mil para que os agricultores familiares possam ter um local digno para trabalhar”, pontuou a superintendente.

O deputado Estadual Zé Inácio participou da solenidade e parabenizou a Secretaria de Agricultura Familiar pela iniciativa. “Uma estrutura como essa, com equipamentos modernos, vai facilitar não só o beneficiamento do produto que terá maior qualidade e produtividade, mas também representa um avanço significativo para essas famílias. Nós só temos a agradecer e parabenizar o empenho do Governo do Estado e da SAF por priorizar essas pessoas que vivem da terra”, enfatizou.

Capacitação

A gerente da Unidade Regional do Sebrae de Pinheiro, Graça Fernandes, explicou que os produtores da comunidade receberam capacitações sobre gestão. Primeiro entendendo o negócio para torná-lo lucrativo, em seguida primar pela qualidade do produto, no caso a farinha e por último aproveitar os subprodutos da mandioca para a produção de sabão, bolo, tucupi e diversos outros produtos que deixam de ser desperdiçados e passaram a incrementar a geração de renda das famílias.

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close