POLÍCIA

“Besouro Pagodinho” é preso em São Paulo pela Polícia Civil

A maranhense que ostentava nas redes sociais foi preso por homofobia, racismo e difamação

A Polícia Civil do Estado do Maranhão, com apoio da Polícia Civil de São Paulo-SP, cumpriu nesta segunda-feira, dia 24 de janeiro de 2022, mandado de prisão preventiva expedido contra um jovem identificado por José da Silva Frazão, conhecido nas redes sociais por “Besouro Pagodinho”. Ele seria natural de Bacabal-MA, mas estaria morando em São Paulo.

A investigação se iniciou após ameaças, desacato e injúrias proferidas pelo autor contra policiais lotados na delegacia regional de Zé Doca. Besouro ostentava nas redes sociais, se passando por cantor de pagode, mas na verdade ele trabalhava como auxiliar de eletricista na capital paulista.

Além disso, a equipe investigativa também tomou conhecimento que o acusado havia proferido discurso racista e homofóbico, uma vez que afirmou que se candidataria a deputado federal para dividir o estado do Maranhão e no novo estado “seriam expulsos os gays, lésbicas e os pretos”, mesmo ele sendo negro.

Sendo assim, iniciou-se uma investigação para apurar os crimes de injúria, desacato, ameaça e racismo, já que nas redes sociais seus vídeos tinham esse teor criminoso.

Após vasto elemento probatório, a delegacia regional de Zé Doca representou pela prisão preventiva do autor, que foi deferida e cumprida nesta segunda-feira.

Agora o preso se encontra à disposição do judiciário e as investigações avançam. A justiça vai decidir, se Besouro Pagodinho será transferido para o Maranhão ou se cumpre a prisão em São Paulo.

A prisão de Besouro Pagodinho foi destaque no programa Brasil Urgente, apresentado pelo jornalista José Luís Datena na TV Band.

Veja abaixo alguns vídeos do agora presidiário

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!