BABADO DA SEMANA

Bolsonaro deu poder para Paulo Guedes vender o Brasil

Agora Paulo Guedes tem o poder total sobre a privatização de Estatais

O anúncio feito agora há pouco por Jair Bolsonaro, via Twitter, de que o PPI (Programa de Parceria e Investimentos) sai da Casa Civil e vai para o Ministério da Economia é uma das maiores vitórias recentes de Paulo Guedes no governo. E, por óbvio, é uma derrota de Onyx Lorenzoni.

A divisão do tema privatização entre a Economia (com Salim Mattar à frente da Secretaria de Desestatização) e a Casa Civil nunca foi bem digerida por Guedes.

No Ministério da Economia, e no governo em geral, criticava-se a morosidade com que os processos caminhavam na Casa Civil em relação ao PPI.

Havia intriga constante no ar entre os dois ministérios sobre o tema — nos bastidores, sobravam acusações de ineficiência de lado a lado.

Parece óbvio que o assunto desestatização deveria estar sendo tocado por Paulo Guedes, mas na transição Bolsonaro decidiu dividir um pouco o poder do seu Posto Ipiranga.

Guedes, que já ganhara um superministério para tocar, achou prudente não reclamar. Agora, a ordem natural das coisas se restabelece.

Em compensação, as cobranças de Bolsonaro sobre a lerdeza do processo de privatização tendem a crescer.

Por Lauro Jardim (O Globo)

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close