BABADO DA SEMANA

Bolsonaro veta uso de máscara em igrejas, comércios e escolas

O homem que diz amar a família, o conservador, agora ver o povo morrendo

Aos que ainda defendem o homem que jura amar a família, diz ser conservador, mas adora ver o povo morrendo, chegou a hora de fazer uma pequena análise sobre o comportamento de quem diz ser cristão, mas age como marginal, ou muitas vezes até pior, por ser a maior autoridade política do Brasil. Bolsonaro talvez seja um vírus sem cura e sem vacina, apenas infiltrado em meio aos líderes religiosos que fazem do povo, uma escada para galgar a riqueza.

Sem muita surpresa, já que o presidente Jair Bolsonaro nunca se preocupou com as vítimas da Covid-19, agora ele fez diversos vetos no projeto de lei sobre uso de máscaras durante a pandemia, entre eles dispositivos que tornavam obrigatório o uso do equipamento de proteção em igrejas, comércios e escolas.

O projeto foi aprovado pelo Congresso em 9 de junho, enquanto que os vetos e os trechos sancionados por Bolsonaro foram publicados nesta sexta-feira (3), no Diário Oficial da União.

A nova lei torna obrigatório, durante a emergência sanitária no novo coronavírus, manter “boca e nariz cobertos por máscara de proteção individual, conforme a legislação sanitária e na forma de regulamentação estabelecida pelo Poder Executivo federal, para circulação em espaços públicos e privados acessíveis ao público, em vias públicas e em transportes públicos coletivos”.

Por Leandro Miranda

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo