NOTÍCIAS

Chuvas ameaçam várias cidades do Maranhão

Imperatriz já contabiliza mais de 80 famílias desabrigadas

A ladainha é a mesma em várias cidades maranhenses há séculos. Todo ano o problema é o mesmo e o poder público estadual, municipal e muito menos o federal tomam alguma providência. Os alagamentos são constantes e deixas ribeirinhos desamparados. Passa o inverno, os moradores voltam para suas casas e o poder público finge que está tudo bem. Só que o caso é bem mais complicado, que muita gente imagina.

As fortes chuvas já começam a causar estragos também no Maranhão. A situação já é preocupante para vários municípios. Em Imperatriz, a situação já é de cheias e desabrigados. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Maranhão, 85 famílias estão desabrigadas devido a cheia do Rio Tocantins.

Outras 14 famílias estão desalojadas e tiveram que ir para a casa de parentes ou amigos. A tendência é que mais pessoas fiquem nesta situação porque a previsão ainda é de chuvas e mais pessoas podem ser atingidas.

Desde a segunda-feira (27), o Corpo de Bombeiros iniciou a retirada de ribeirinhos que moram próximos às margens do Rio Tocantins. O nível do Rio Tocantins já ultrapassou a marca de nove metros acima do nível normal e a vazão da hidrelétrica de Estreito está por volta dos 11.500 m³ por segundo.

A cheia do Rio Parnaíba deixou submersas pelo menos cinco casas em Benedito Leite. A região na divisa com o Piauí também sofre com fortes chuvas.

Cheia do Rio Parnaíba atinge Benedito Leite

Em Pedreiras, equipes da Defesa Civil têm monitorado o nível do Rio Mearim, que também já tem preocupado e pode deixar pessoas fora de suas casas. As cidades próximas do rio sempre têm problemas semelhantes no período de fortes chuvas.

No início desta semana, o governo do estado enviou equipes do Corpo de Bombeiros para auxiliar no resgate dos desabrigados na Bahia. Uma nobre atitude. Mas, pelo ritmo das cheias dos nossos principais rios, poderemos em breve precisar destes de volta e mais ajuda.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!