POLÍTICA

CPF de Jornalista é usado para registar site que ataca desafetos de Flávio Dino

O site D98 estaria sendo editado por funcionários da Secom nos porões do Palácio dos Leões

Criticar Bolsonaro por perseguir desafetos e jornalistas e fazer a mesma coisa ou pior, é papel de covardes. No Maranhão, segundo circula nos bastidores, o Palácio dos Leões criou uma espécie de “gabinete do ódio”, onde de acordo com o que foi publicado no Blogue Marrapá nesta quinta-feira (13), membros da própria Secretaria de Comunicação do Governo Flávio Dino estariam atuando em ações não muito republicanas para atacar desafetos do governador. E não basta ser ser desafetos, aliados, que não cumprem os mandamentos de Dino também são atacados.

De acordo com documentos publicados pelo Marrapá, um site batizado de Diário 98 ou D98, teria sido criado em 2021 com um único objetivo, atacar desafetos. Segundo o Marrapá, o D98 teria sido registrado no nome e CPF do jornalista Raimundo Garrone, mas estaria sendo editado nos porões do Palácio dos Leões pelo jornalista Rafael Arrais (subsecretário da Secom no Maranhão) e por um tal de calça-curta, Marco Aurélio Oliveira (Secretário Adjunto da Secom).

O site Diário 98, tem sido usado simplesmente para atacar desafetos e críticos do governo de Flávio Dino nos últimos meses, ideia macabra que pode ter sido criada pela titular da Secom, Ricardo Cappelli, para atender de forma imediata às sugestões de Dino, como bem disse o Marrapá. Segundo o blogue Marrapá, a página é assinada oficialmente por Garrone e pelo publicitário brasiliense George Marques.

Segundo o Marrapá, Garrone é assessor comissionado da Assembleia Legislativa do Maranhão, e também é remunerado por agências que prestam serviço ao governo Dino. George, ex-funcionário do gabinete do comunista Rubens Pereira Junior, atualmente presta serviço terceirizado à  milionária Informe Comunicação, que faz a assessoria de imprensa nacional da Secom do Maranhão.

Questionado pelo Marrapá sobre o motivo pelo qual emprestou o CPF para a abertura do site que ataca desafetos de Dino e se os servidores da Secretaria de Comunicação do Maranhão recebem remuneração extra para colaborar com a página, o blogueiro e jornalista Raimundo Garrone preferiu o silêncio.

Em ano de eleições não é só Bolsonaro que abre gabinete do ódio, no Maranhão, a sala de munições pode ter sido inaugurada dentro do palácio dos Leões com consentimento de Flávio Dino.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!