BABADO DA SEMANA

Denunciante diz que prefeito de Igarapé do Meio-MA divide 1 salário para 2 servidores

Se caso for verdade, os vereadores de Igarapé do Meio precisam apurar isso e acionar o Ministério Público

O prefeito do município de Igarapé do Meio, Almeida Sousa (PL), mais uma vez é alvo de denúncia no Portal G7. Desta vez, o aliado de Josimar de Maranhãozinho — deputado federal investigado pela Polícia Federal por suspeita de desvios de recursos da saúde, é acusado de dividir 1 salário mínimo para 2 servidores contratados do município. A denúncia é grave e cabe ao Ministério Público do Maranhão e Câmara Municipal de Vereadores agirem urgentemente para apurar a denúncia.

Segundo a denunciante, o esquema de contratação estaria servindo para tentar amparar acordos feitos com aliados durante as eleições de novembro de 2020. Após a denúncia chegar neste domingo (20) a redação do G7, o Portal resolveu mergulhar fundo no assunto e traz agora detalhes de um possível esquema ilegal de contratações de funcionários realizado por Almeida Sousa.

De acordo com o denunciante, o esquema estaria sendo aplicado em todas as secretarias do município. O G7 apurou junto a uma fonte anônima na cidade, que na escola Maria do Carmo Lima Cardoso, localizada no povoado Puraqueu, na zona rural do município, um salário mínimo seria dividido entre duas ou três pessoas que trabalham naquela escola. Seria uma tal “Rachadinha” também?

Ainda segundo a fonte, a unidade escolar que conta com apenas três salas de aula e pouco mais de 20 alunos matriculados, tem mais 30 pessoas que prestam serviço e todos seriam obrigados por Almeida Sousa a dividir os vencimentos ao final do mês com os colegas que estariam fora da folha de pagamento.

“Na escola Maria do Carmo Lima Cardoso, no povoado Puraqueu, tem para mais de 30 funcionários. Só zeladoras são 14. Mas cada uma delas recebe metade de um salário mínimo. Uma humilhação para um pai ou mãe de família que tem de levar pão a mesa da família com metade de um salário mínimo”, denunciou a fonte anônima, que tem contribuído com informações precisas sobre a desastrosa gestão Almeida Sousa.

O G7 vem publicando uma série de matérias sobre a ausência de Almeida no município, atrasos de obras, compras superfaturadas de equipamentos e o abandono de uma unidade de saúde do município que poderia está salvando vidas de pacientes acometidos pelo vírus da Covid-19, o que já deve ter chamado a atenção do Ministério Público do Maranhão.

Por ter a maior base no legislativo municipal, o prefeito Almeida Sousa tem feito a Câmara Municipal ficar de joelhos diante de sua desastrosa gestão. Se depender da Câmara a população vai continuar sofrendo, já que o povo conta atualmente com apenas três vereadores que lutam em defesa de seu povo: Gilberto Enfermeiro, Dacy Viana e Hélio do Gás, ambos do PSC.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo