NOTÍCIAS

Eliziane Gama também aparece a lista dos que gastam muito dinheiro público com gasolina

A senadora maranhense que prega ser diferente dos demais parlamentares, mas é a mesma do mesmo

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) está sendo denunciada por utilizar dinheiro público para fazer abastecimento irregular de seus veículos. No entanto, a parlamentar esclareceu que houve erros por parte do posto de gasolina no lançamento das notas fiscais, induzindo assim o surgimento da denúncia.

O pior de tudo é que Eliziane pode se queimar ainda mais, já que a desculpa não colou, haja vista que os documentos são frutos de uma investigação. Se caso tenha sido erro, a senadora só observou após a denúncia? Quando a parlamentar abastece, não recebe a nota fiscal logo? Tem algo muito estranho nesse babado.

A suposta irregularidade foi apontada pelo relatório da Operação Tanque Furado, desenvolvida pelo Instituto OPS, que analisou a prestações de contas relacionadas com os gastos de combustíveis de 11 senadores, incluindo a parlamentar maranhense.

A operação verificou notas fiscais emitidas nos anos de 2019 e 2020 que foram objeto de ressarcimento de despesas de abastecimentos de veículos de parlamentares, secretários e assessores do Senado Federal.

Consta na denúncia ainda que Eliziane Gama teria sido ressarcida por uma nota fiscal emitida em outubro do ano passado em que constavam 100 abastecimentos, uma média de 3,3 por dia. O maior desses abastecimentos teria sido de 1,4 litro e o menor de 110ml de gasolina.

Por meio de nota, a assessoria da parlamentar informou que a senadora cumpre rigorosamente todas as regras do Senado sobre a prestação de contas do uso da cota de combustível e que, contra ela, não existe nenhuma investigação ou processo sobre uso de combustível. As notas enviadas equivocadamente pelo posto de gasolina são de valores irrisórios e somam menos de R$200,00.

Ainda segundo a assessoria, houve erro do posto de gasolina no lançamento das notas eletrônicas e que o estabelecimento pulverizou o abastecimento em notas menores. Por ordem da senadora, as notas de baixo valor foram questionadas e serão corrigidas pelo posto.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo