BEQUIMÃO

Em Nota, vereador Chico Ferreira explica o motivo pelo qual se absteve de votar no reajuste dos professores

Pedido de resposta solicitado e cumprido pelo G7 de acordo com a Lei Federal Nº 13.188, de 11 de novembro de 2015

O vereador de Bequimão, Chico Ferreira (PSD), citado em duas matérias aqui no Portal, após se abster durante votação do reajuste salarial de 20% aos professores da rede municipal de ensino na Câmara Municipal, entrou em contato com a redação do G7, enviando uma Nota de Esclarecimento. Segundo sua nota, ele teria discordado do reajuste colocado em pauta para votação. É bom lembrar, que o reajuste de 20% foi um acordo da Gestão Municipal com o Sindicado da Categoria (SISMUBEQ). Veja a Nota de Esclarecimento na íntegra abaixo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Na data do dia 29 de abril de 2022, eu, vereador Chico Ferreira, ouvir comentários ao meu respeito, citando situações que não são verídicas. Devido a esse fator, venho, através desta nota, esclarecer e repudiar essa situação.

Neste mesmo dia, houve, em sessão, na Câmara Municipal dos Vereadores, votação em relação ao reajuste salarial dos professores. De acordo com a Lei de nº.: 11.738/2008, o reajuste correspondente é de 33,24%, entretanto, na Câmara foi proposto apenas o valor de 20%. Na ocasião, discordei sim do aumento sugerido, afinal, esse valor é inferior ao descrito na Lei.

Eu, enquanto representante do povo, reafirmo meu compromisso com os professores e luto pelo aumento de 33,24%, não apenas dos 20%, como sugerido na ocasião.

Eu sempre tenho trabalhado em prol da educação e, principalmente, em prol de um salário digno e justo aos professores. Eu, jamais, concordaria com um percentual menor do que aquilo que é GARANTIDO POR LEI.
Abraços do vereador.

Chico Ferreira

Bequimão, 02 de maio de 2022

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!