NOTÍCIAS

Em Pinheiro-MA, funcionário que não lê na cartilha do prefeito é demitido

O prefeito Luciano Genésio está demitindo que não anda alinhado com sua ingestão

Em Pinheiro-MA, ajoelhou vai ter que rezar. Desde a época das capitanias hereditárias, os coronéis comandavam a política com “mão de ferro”, fazendo uso de todo e qualquer recurso para neutralizar seus opositores.
Naquela época pistoleiros abatiam à bala os adversários, no intuito de permanecer no poder, poder pelo poder, sem lembrar que se tratava da vida de outro ser humano, de um irmão em Cristo. Em Pinheiro a população já viveu em um passado recente tal violência, segundo o povo, na administração de Zé Genésio (pai do atual prefeito Luciano Genésio).
Segundo a população pinheirense, Zé Genésio foi pessoalmente com seus “amigos“ e fuzilaram as paredes da casa do então vice-prefeito, Dr. Achilles Ribeiro, que não aceitava os desmandos praticados por ele. Fato que abalou todo o município, por se tratar de uma pessoa de boa índole, respeitador, médico competente e um amigo para todas as horas.
Passados vinte anos, a história se repete em Pinheiro sem os tiros ou armas de outrora, pelo menos por enquanto. O prefeito Luciano Genésio realiza uma verdadeira caçada aos filiados e pré-candidatos de partidos opositores ao seu desgoverno.
Luciano impõe seu autoritarismo, promove tortura psicológica, principalmente aos servidores contratados para que desistam de suas pré-candidaturas. O prefeito de Pinheiro alega que ele é quem manda em Pinheiro e que os que trabalham para ele, não podem ser candidatos por outra agremiação política  o Partido Progressista (PP).
Quem insiste se manter pré-candidato, perde o emprego, a não ser que vá ao cartório eleitoral e peça sua desfiliação imediatamente, prática recorrente em 2020. Em Pinheiro a única pergunta feita pela população é: as pessoas contratadas são funcionárias do município ou de Luciano Genésio?
Alguns profissionais da saúde foram demitidos, segundo afirmações dos mesmos, por supostamente terem conversado ou consultado com outro pré-candidato a prefeito. Segundo informações, a tal atitude deixou Luciano Genésio e o secretário de saúde, Fred Lobato, muito chateados, o que levou à sumária demissão desses profissionais.
O Ministério Público precisa agir imediatamente para conter o descaso do prefeito com os servidores de Pinheiro-MA
Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!