BABADO DA SEMANA

Equatorial Maranhão é a maior dor de cabeça para quem mora no Centro de São Luís-MA

A empresa não resolve problema de queda de energia e traz prejuízos a moradores do Centro da capital

Basta sair de casa com o uniforme de repórter que as reclamações contra a famosa Cemar são constantes. Seja na capital ou no interior, os consumidores sofrem e muitas vezes são humilhados pela própria operadora de energia. Em alguns lugares, a fatura nunca chega, o que atrapalha a vida de quem já tem pouco e muita dificuldade para pagar a conta.

Esta semana, o Portal G7, o recebeu diversas denúncias sobre recorrentes quedas de energia nos imóveis localizados no Centro de São Luís. Segundo moradores da área central, as oscilações na energia permanecem durante a madrugada, o que acaba causando enormes prejuízos.

Só um dos denunciantes, afirma ter perdido uma geladeira e uma TV por conta da energia está indo e voltando a todo momento nestes dois últimos dias. Há informações de que a queda de energia teria atingido inclusive unidades de saúde na região central da cidade.

Não é a primeira vez que a Equatorial Energia deixa moradores do Centro na mão. Em outras situações essas quedas de energia já trouxeram prejuízos às pessoas que vivem na região central da capital maranhense.

Uma das empresas que mais lucra no Maranhão, a Equatorial ao que parece não tem o mesmo reconhecimento pelos moradores do Centro de São Luís, que honram seus compromissos pagando as contas e agora, novamente, por recorrentes quedas de energia, terão que desembolsar valores não planejados, para comprar eletrodomésticos que apresentaram defeito por conta desse último período de oscilação.

“Um dinheiro que não estava previsto no meu orçamento. Situação financeira difícil de pandemia. Tudo ficando mais caro e ainda vem mais essa situação”, denunciou um morador do Centro ao blogue do jornalista Eduardo Ericeira, que também teve prejuízos com a perda de eletrodomésticos.

Há denunciantes que entraram em contato com o blog, que afirmam também que o problema de queda de energia já estaria durando até mais tempo e não apenas esta semana, o que comprometeu ainda mais a vida das pessoas que residem no Centro de São Luís.

Ainda segundo os moradores, por várias vezes tentam entrar em contato para resolver o problema, por meio do número 116, mas a ligação acaba caindo, ou seja, não há resolução do problema. Em nota, a Equatorial tenta se explicar.

Nota de esclarecimento 

Sobre situações de falta de energia ocorridas na semana passada em alguns pontos do Centro de São Luís, a Equatorial Maranhão informa que foram ocasionadas devido a problemas pontuais na rede elétrica. Equipes de plantão trabalharam intensamente para solucionar os casos. 

A Equatorial ressalta que é sempre importante que os clientes registrem as ocorrências de falta de energia na Central 116.

Como proceder em casos de suspeitas de danos elétricos

A Equatorial Maranhão informa que os consumidores que suspeitem que tiveram seus equipamentos elétricos danificados em razão de ocorrências na rede de distribuição de energia elétrica, devem seguir com os seguintes procedimentos:

Tão logo perceba a avaria no equipamento concomitantemente às ocorrências no sistema de distribuição de energia elétrica como faltas ou oscilações de energia, o cliente deve entrar em contato com a Central de Atendimento da Equatorial no 116 ou acessar o site www.equatorialenergia.com.br para registrar uma reclamação de danos elétricos. O processo de Danos Elétricos tem por objetivo o reparo do aparelho danificado, voltando as mesmas condições anteriores à ocorrência ou, quando for o caso, o ressarcimento de um equipamento compatível com o avariado. O consumidor tem até 90 dias, a contar da data da provável ocorrência do dano elétrico, para abrir essa solicitação junto à distribuidora. Decorrido este prazo, o consumidor perde o direito ao ressarcimento, de acordo com o artigo 26 do Código de Defesa do Consumidor.

Para o registro da reclamação o consumidor deverá ter em mãos as informações da unidade consumidora onde o equipamento se encontrava instalado, além das características gerais do equipamento e da data e hora provável da ocorrência. Após o registro do pedido de ressarcimento, a Equatorial passará as orientações e os prazos para o cliente sobre envio da documentação e procedimentos para análise do caso. Durante o período de análise, é importante que o cliente não conserte seu equipamento, pois ele precisa passar pela inspeção que buscará identificar o motivo do dano.

A Equatorial esclarece que os procedimentos de ressarcimentos de danos elétricos são conduzidos com base nas regras definidas pela Agência nacional de Energia Elétrica – ANEEL na Resolução Normativa nº 414/2021 que estabelece as Condições Gerais de Fornecimento de Energia Elétrica.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo