BABADO DA SEMANA

Ferry Boat cheio de passageiros fica encalhado mais de 5h no Porto de Cujupe

A embarcação só desencalhou e fez o desembarque por volta das 20h, quando iniciou o embarque

Mais uma situação daquelas que os passageiros não perdoam. Desta vez o ferry boa Baía de São José, de propriedade da empresa Servi Porto, encalhou na tarde desta quarta-feira (23), no Porto de Cujupe. Os passageiros tiveram que esperar aproximadamente 5h dentro do ferry boat para então desembarcar.

Além de não fazer o desembarque dos passageiros que saíram de São Luís, a embarcação acabou não fazendo a viagem de volta no horário agendado, atrasando tudo e teve que esperar a maré encher para então flutuar. A maré começou a encher às 17h30, mas só por volta das 20h, a embarcação iniciou o desembarque de passageiros e veículos. A previsão era para que o ferry boat saísse de volta para São Luís por volta das 21h30.

A equipe do Portal G7 entrou em contato com a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) para saber o que realmente teria acontecido. Gentilmente o presidente da MOB, Lawrence Melo, enviou uma nota de esclarecimento a respeito do fato acontecido no Porto de Cujupe. VEJA A NOTA ABAIXO:

 

NOTA 

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informa que o ferry boat Baía de São José, da empresa Servi Porto, após manobra de aproximação para desembarque na rampa do Terminal do Cujupe acabou encalhando a popa da embarcação devido a um giro no próprio eixo.

A embarcação continua operando e aguarda a subida da maré para desencalhe e posterior desembarque dos passageiros.

A Capitania dos Portos foi acionada e irá instaurar inquérito para apurar a responsabilidade do caso.

Devido ao incidente, podem ocorrer atrasos nas viagens subsequentes e a MOB irá disponibilizar viagens extras para minimizar os transtornos para a população.

Lawrence Melo – (Presidente da MOB).

A REALIDADE

A MOB mais teve que se virar nos 30 para conter o transtorno causado pela embarcação da Servi Porto, que mais uma vez deixou seus clientes a esperar quase 5h para então desembarcar. Para evitar um transtorno maior. Não é a primeira vez que embarcações da Servi Porto desrespeitam seus clientes. O Procon Maranhão precisa tomar uma atitude urgente, antes que seja tarde demais.

Mesmo as autoridades como Ministério Público do Consumidor e Capitania dos Portos pegando pesado em cima dessa empresa Servi Porto, nada tem resolvido. Se deixar funcionando o transtorno é garantido. Se retirar de funcionamento o problema é maior ainda. É aquele provérbio popular: “Se correr o bicho pega, mas se ficar o bicho come”.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo