POLÍTICA

Flávio Dino deixa mesmo o governo hoje? Quais as implicações?

Muita gente, inclusive, aliados, afirmam que Dino tem dificuldades longe do poder

O governador Flávio Dino anunciou em entrevista há cerca de um mês que a sua data de saída do governo estava certa: dia 31 de março. Com a data prevista de saída pra hoje, uma série de implicações podem ocorrer.

Caso cumpra a data prometida, Flávio fará com que Brandão tenha que assumir logo o governo e não no dia 2 de abril como está marcado para ser a solenidade de posse oficial na Assembleia Legislativa.

Mas se Brandão tomar posse somente no sábado, poderá ter que ser Othelino Neto, presidente da Assembleia, quem terá que assumir o cargo interinamente neste interstício. Porém, se no dia 2, Othelino ainda estiver como governador, não poderá concorrer a nenhum outro cargo que não seja o de governador nas eleições deste ano. Assim, é arriscado para Othelino assumir na véspera do último dia de prazo e correr o risco de ficar inelegível por conta de algumas horas sentado na cadeira de governador.

A mesma implicação permeia o governador Flávio Dino. Caso ele não cumpra a promessa e fique no cargo até o dia 1º de abril, corre risco de ficar inelegível se ainda for governador por algumas horas no dia 2 de abril. A solenidade de posse de Carlos Brandão como governador efetivo está marcada para 16h30 do dia 2.

São detalhes destes últimos momentos do governo Dino que podem fazer a diferença jurídica para questionamentos de candidaturas.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!