NOTÍCIAS

Flávio Dino reajusta tarifa do transporte público semiurbano e Duarte Jr fica em silêncio

O valor foi reajustado pela Agência de Mobilidade Urbana (MOB), responsável pelo transporte semiurbano da Grande Ilha

Após a SMTT (Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte) decretar o aumento de R$ 0,20 centavos na passagem de ônibus na capital maranhense, agora foi a vez da MOB (Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos) ir pelo mesmo caminho e aumentar o valor da tarifa do semiurbano (veículos de transporte público que servem os municípios vizinhos de São Luís) de 3,90 para 4,10.

De acordo com fontes ligadas a gestão estadual, a decisão visa estabelecer a política das tarifas idealizada por empresas ligadas aos coletivos da MOB e integrar certas necessidades ao reajuste anunciado pela prefeitura de São Luís, na data do dia 25 de fevereiro.

A decisão tomada pelo órgão do governo estadual acaba por se tornar injusta com a população, devido ao fato de que desde a criação Lei Complementar Nº3.430, de janeiro de 1996, é obrigatória a mudança de veículos convencionais a cada 10 anos e, nos casos de veículos articulados, a cada 12 anos. Só que isso não acontece.

O que gostaríamos de olhar era o deputado estadual Duarte Júnior nas redes sociais descendo o pau em Flávio Dino pelo reajuste, assim fez quando o prefeito Eduardo Braide reajustou também.

Apesar de tal regra, o Blog do Jamys Gualhardo teve acesso a uma relação onde consta que pelo menos mais de 130 ônibus que rodam pela região metropolitana da capital maranhense foram fabricados entre os anos de 2009 e 2011, ou seja, já ultrapassaram a data limite de renovação, portanto, tais veículos não deviam mais estar circulando.

Para que o aumento das tarifas de ônibus se tornasse justificável, seria necessário que as empresas que investem e trabalham no transporte público da grande ilha renovassem a frota e, consequentemente, colocassem veículos coletivos mais novos para atender as populações de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

Vale ressaltar que na primeira metade de fevereiro, a MOB, responsável exclusivamente pelos coletivos semiurbanos “sem ligação” com os terminais ludovicenses, já havia tomado atitudes que prejudicaram as cidades da grande ilha.

Na ocasião, o órgão permitiu que o semiurbano fizesse parte de uma greve que consistia em empresas particulares ligadas a gestão municipal da capital maranhense e não ao governo do estado, sem licitação específica para o transporte semiurbano.

Veja:

Art. 1º – Estabelecer a política tarifária praticadas pelas Empresas de Transporte Coletivo Semiurbano e Expresso Metropolitano, considerando a necessidade técnica de integração do Sistema Semiurbano ao Sistema Urbano de Transporte Coletivo de passageiros de São Luís, tendo em visto o reajuste anunciado pela prefeitura de São Luís na data de 25 de fevereiro de 2022;

I – Tarifa do Serviço Público de Transporte Coletivo Semiurbano: R$ 3,90;

II – Tarifa do Serviço Público de Transporte Coletivo para as linhas da RAPOSA-SÃO JOSE DE RIBAMAR, via São Francisco e SÃO LUÍS-SÃO JOSÉ DE RIBAMAR, via João Paulo fica reajustado para R$ 4,00;

III – Tarifa do Serviço Público de Transporte Coletivo Expresso Metropolitano: R$ 4,10;

Art. 2º – Esta portaria entra em vigor às 00:00 horas do dia 27 de fevereiro de 2022;

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo