MARANHÃO

Governador Carlos Brandão quer torrar R$ 200 milhões com serviços de mapeamento de vídeo, trios elétricos e shows pirotécnicos

A informação foi publicada pelo jornalista Artur Oliveira, do Portal Marrapá, nesta quinta-feira (4)

O Maranhão de fato não é para amadores. No Palácio dos Leões, quem menos anda, voa. À véspera do início da campanha eleitoral deste ano, o goverandor Carlos Brandão, lançou uma licitação, na modalidade registro de preços, no valor de R$ 207.178.472,78 (Duzentos e sete milhões, cento e setenta e oito mil, quatrocentos e setenta e dois reais e setenta e oito centavos) para a estruturação de eventos. A informação foi publicada no Portal Marrapá.

O pregão 027/2024 tem como objetivo a “futura e eventual contratação de empresa especializada em locação de equipamentos de infraestrutura, incluindo mobilização, montagem, instalação, operação, desmontagem, além do fornecimento de insumos e mão de obra, para atender aos eventos a serem realizados e apoiados pelo Governo do Estado do Maranhão”. O que parce pelo valor da licitação, quem ganhar pode ser um laranja para bancar o rico São João do Maranhão, que o governador insiste em dizer que foi bancado com verba de empresa privada. A Assembleia poderia fiscalizar, mas quem na Alema, já que 40 deputados tomam calmante da marca Brandão?

A licitação prevê a estrutura para videomapping (mapeamento de vídeo) que projeta animações em fachadas de prédios. Apenas esse recurso está orçado em R$ 60 milhões. Outros itens mencionados no documento incluem trios elétricos no formato “carretão”, com locação no valor de R$ 11.066.625,00 (Onze milhões, sessenta e seis mil, seiscentos e vinte cinco reais).

Entre outros itens requeridos estão o fornecimento de trios elétricos, equipamentos de iluminação, painéis de LED, banheiros químicos e até serviços para shows pirotécnicos: “O show pirotécnico deverá ser composto de efeitos coloridos, com duração mínima de 10 minutos ininterruptamente, com céu cheio, com morteiros com lançamentos variando de 50 a 150 metros de altura”, diz o documento.

O que estranho é que a licitação será feita após o maior evento cultural do Maranhão, realizado pelo governo Brandão: O São João 2024. O que nenhum maranhense consegue entender é como um estado com estradas acabadas, ao invés de investir na infraestrutura, prefere fazer uma licitação para eventos. Seria um São João fora de época?

Por Marrapá

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo