NOTÍCIAS

Igarapé do Meio-MA: Prefeito Almeida Sousa aumentou seu patrimônio em 2.000%

O milagre aconteceu após Almeida Sousa assumir a prefeitura de Igarapé do Meio em 2017

Poucos políticos entram na política para fazer algo pela população. Na grande maioria, entra pobre e sai milionário. É o caso do prefeito de Igarapé do Meio-MA, José Almeida de Sousa (Almeida Sousa), que tinha uma pequena farmácia na cidade, que em 2016 havia declarado com empresa de capital social de apenas R$10 mil reais e bastou entrar na política para seu patrimônio expandir urgentemente, inclusive em 2020 declarou patrimônio de 210 mil reais, incluindo uma casa de R$200 mil reais. Um verdadeiro milagre!.

Depois da reportagem veiculada nacionalmente no Jornal Hoje, da Rede Globo, que mostrou a verdadeira situação da educação no município de Igarapé do Meio, onde as crianças da rede municipal não possuem local adequado para estudar, um levantamento do site Folha do Maranhão mostra que, nos últimos 4 anos, o prefeito Almeida Sousa (PL), aumentou seu patrimônio em mais de 2.000%.

Dados do Sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais (Divulgacand) mostra que, em 2016, quando Almeida se candidatou pela primeira vez pelo PCdoB para o cargo de prefeito do município, o mesmo, em sua declaração de bens, afirmou possuir apenas R$ 10.000,00, que seria referente ao capital de uma sociedade na empresa,  J.A de Sousa Farmácia.

Em 2020, cerca de quatro anos depois, em sua reeleição, Almeida declarou possuir R$ 210.000,00, cerca de 2 mil por cento a mais da primeira declaração. Na declaração, o prefeito voltou a declarar a sociedade na empresa, porém segundo dados da Receita Federal, a empresa declarada por Almeida, está inapta desde o início de 2019, não podendo assim estar constando em sua declaração de bens.

Além disso, o piauiense anexou em sua lista bem uma casa no valor de R$ 200 mil, fazendo um contraponto a situação das escolas.

Segundo a reportagem da TV Globo, desde o ano passado os alunos não têm onde estudar, devido a escola onde eles frequentavam está fechada para reforma. Com isso, os alunos dependem da diretora, de moradores e até do padre da cidade.

Certo de que iria ser questionado pela imprensa, Almeida Sousa escalou os funcionários da prefeitura e os puxa sacos para fazer sua defesa nas redes sociais.

Na próxima postagem, vamos mostra uma possível empresa (fábrica de asfalto) comprada por Almeida Sousa, que estaria em nome de um laranja. Aguarde!

Por Folha do Maranhão

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo