LEGISLATIVO

Itamargarethe e o sobrinho são homenageados pelos vereadores Astro de Ogum e Ribeiro Neto

Além de jornalista, Itamargarethe Corrêa Lima é advogada e presta relevantes serviços a cidade de São Luís

Em um fato inédito, na noite desta quinta-feira (22), no Residencial Recepções, na Avenida Mário Andreazza, dois integrantes de uma mesma família foram agraciados com a medalha Simão Estácio da Silveira, concedida pela Câmara Municipal de São Luís.
Estamos falando da jornalista e advogada Itamargarethe Corrêa Lima e do sobrinho, o suplente de vereador na cidade balneária, São José de Ribamar – Ramon Corrêa Lima, o Ramon Ribamarense. Os decretos legislativos, de autoria dos vereadores Astro de Ogum (PCdoB) e Ribeiro Neto(Patriotas), respectivamente, foram aprovados por unanimidade.
A medalha é a mais alta honraria concedida aos ludovicenses que contribuíram para o desenvolvimento da cidade no ano de 2022, em diversas áreas de atuação. Regulamentada pela Resolução de nº 05/95, a comenda que ganhou o nome de Simão Estácio da Silveira, fundador e primeiro presidente do Senado da Câmara Municipal de São Luís, em 1619, foi instituída pela Lei Orgânica do Município.
Anualmente, como ocorre desde a sua criação, os vereadores outorgam a medalha até três personalidades de diferentes áreas, enquanto a mesa diretora concede outras 7, perfazendo um total de 100 homenageados. Muito embora os mais novos comendadores da capital tenham relações de amizade, já que ambos são assessores dos parlamentares, a concessão da honraria demonstra o reconhecimento do trabalho realizado pelos agraciados em prol do mandato dos assessorados e da cidade de São Luís.
BEM AVALIADO 
Como chefe de gabinete, as atividades parlamentares exercidas pelo jovem Ramon Ribamarense, por exemplo, contribuíram para o excelente desempenho de Ribeiro Neto nas urnas no último pleito eleitoral. Disputando com alguns dos pares já detentores de vários mandatos, com 8.963 votos em São Luís, Ribeiro Neto obteve melhor desempenho que o primo Umbelino Júnior (PL), Marcial Lima (Podemos), só perdendo para o presidente Osmar Filho (PDT), claramente beneficiado pela força e estrutura advindas do cargo e, ainda, Rosana da Saúde (Republicanos), única representante da Igreja Universal.
Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo