SOCIAL

Maranhão tem mais de 150 mil novas famílias beneficiárias do Tarifa Social em 2020

O Tarifa Social de Energia Elétrica foi criado pelo Governo Federal e consiste na redução da tarifa de energia elétrica para clientes residenciais de baixa renda e povos tradicionais

Na última sexta-feira (22), o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), reuniu-se com a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e Equatorial Cemar, para analisar os resultados da campanha de adesão ao Programa Tarifa Social de Energia Elétrica em 2020 e planejar as ações de 2021.

Apesar da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), em 2020, mais de 150 mil famílias aderiram ao programa, totalizando 935 mil beneficiários do desconto da tarifa de energia em todo o Maranhão. Isso significa uma injeção de 25 milhões de reais por mês na economia do estado.

De acordo com o secretário da Sedes, Márcio Honaiser, a parceria com a Famem e a Equatorial buscou ferramentas e alternativas para garantir que os benefícios socioassistenciais, que são direito das famílias vulneráveis, cheguem a quem mais precisa.

“Fizemos uma campanha intensa, com diversas ações de busca de beneficiários, ciclos de capacitações e escutas nos 217 municípios. Qualificamos trabalhadores, criamos canais de atendimento virtual como a ouvidoria, site e em breve teremos um aplicativo do Tarifa Social para que o desconto na conta de energia alcance ainda mais famílias maranhenses”, explicou o secretário.

Um alerta foi feito para uma média de 250 mil famílias que têm direito ao benefício mas ainda não tiveram acesso ao Programa Tarifa Social porque estão com o cadastro desatualizado. “Iremos focar na adesão dessas famílias em 2021, garantindo aquilo que lhes é de direito”, acrescentou Honaiser.

Augusto Dantas, presidente da Equatorial, relatou sobre os avanços do Tarifa Social graças à campanha realizada. “Atingimos 79% do público potencial do programa, mesmo em meio a pandemia. Em 2021, vamos trabalhar para buscar os outros beneficiários para que eles também tenham acesso ao desconto”, disse o presidente.

Para o presidente da Famem, Erlânio Xavier, a campanha foi uma experiência exitosa que continuará sendo executada nos próximos meses.

“Todos os 217 municípios maranhenses receberam ciclo de escutas, capacitações e orientações virtuais, principalmente durante o período da pandemia. Foi uma parceria que deu certo, e vamos continuar para alcançar as mais de 200 mil famílias que esperam por esse benefício”, pontuou o presidente.

Por Ascom Sedes

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo