HOMICÍDIO

Morre a 5ª vítima da confusão de São João do Sóter-MA

Irmão de assassino que matou quatro pessoas em São João do Sóter morre na UPA de Caxias

Um dos envolvidos em três assassinatos na cidade de São João do Sóter, a 413 km de São Luís, na madrugada de 30 de junho deste ano, morreu nesta quinta-feira (26) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias-MA.

José Walison Ribeiro da Silva, de 18 anos, era irmão do assassino Marlon Ribeiro da Silva, de 21 anos, que foi linchado e morto no dia 1º de julho, após fazer a quarta vítima em um arraial junino da cidade.

Walison havia sido espancado por populares após os três assassinatos ao fim da realização do festejo junino  na Praça Matriz da cidade. Na fuga, ele tentou ligar a motocicleta, mas foi dominado por moradores que o agrediram com chutes, socos e objetos que encontraram pelo caminho.

O irmão dele, o assassino Marlon, conseguiu fugir, mas terminou sendo morto em um matagal. Desde o dia do crime, José Walison estava internado na UPA de Caxias, mas não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quinta-feira (26).

Chegou-se a cogitar a transferência de Walison para hospitais em outros municípios, com melhor estrutura, pois precisava passar por exames neurológicos e acompanhamento com um especialista, mas decidiram mantê-lo na UPA de Caxias, sob escolta constante da PM.

Na madrugada do dia 30 de junho, foram mortos o secretário de Cultura da cidade, Cícero de Jesus Costa Rocha, ex-vereador do PSD, de 44 anos; o vereador Antônio da Conceição Aguiar, conhecido como “Totonho” (PTN), de 46 anos;  e José Ferreira da Silva Júnior, o “Júnior da Naza”.

Na manhã seguinte, em um matagal, o assassino, Marlon Ribeiro da Silva, ainda matou, com um tiro na testa, Tássio Rocha, de 27 anos, no momento em que foi localizado pelo mesmo, após intensa busca que durou toda a madrugada.

Em seguida, Marlon foi linchado e morto por populares que também participavam da caçada ao assassino. Tássio Rocha era filho do casal de ex-prefeitos da cidade, Clodomir Rocha e Luzia Rocha.

Por Nelson Melo

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close