COLUNA JF

Nove vereadores autorizaram Prefeito de Pinheiro aumentar taxa de iluminação pública

Os vereadores da base de Luciano Genésio deram aval para aumentar a taxa em até 300%

 A pedido do Prefeito Luciano Genésio (PP), a Câmara Municipal de Pinheiro, aprovou no dia 11 de dezembro de 2018,  o projeto mais impopular já mandado ao Legislativo Pinheirense. Projeto de Lei de Nº 10/2018 de autoria do Executivo Municipal reajustou a taxa de Iluminação Pública no município de Pinheiro. Vão pagar o pato ricos e pobres, assim como todos permanecem na escuridão sem iluminação na sede e zona rural.

O projeto que não trás nenhum benefício à população, mete literalmente a mão no bolso das famílias pinheirenses, aumentando a taxa de iluminação pública em até 300%. Tudo para satisfazer o ego do prefeito Luciano Genésio, que até agora não disse para que foi eleito. Atualmente tem feito a pior gestão como prefeito e sua maior obra até agora são os eventos milionários realizados em Pinheiro. É um verdadeiro garoto de farra.

Desde o  inicio do  mês de maio, a fatura  começou a chegar nas casas  dos pinheirenses, um presente  de grego dado à população do sofrido  e abandonado município de Pinheiro. O presente grego teve aval dos vereadores da  base do prefeito que foram eleitos pelo povo para legislarem em causa própria.

A chiadeira é geral  nos quatro cantos da cidade por conta da maldade aprovada pelos vereadores a  pedido do prefeito Luciano Genésio. Seria bom os eleitores pinheirenses anotarem os nomes dos 9 vereadores que deram o aval para  o prefeito Luciano meter a mão no seu bolso dos consumidores.

Só para refrescar a mente da população pinheirense, os vereadores que votaram a favor do prefeito Luciano Genésio e contra a povo, foram: Albininho (PCdoB), Alessandro Montenegro (PP), Capadinho (MDB), Ednildo (PCdoB), João Moraes – PSC (o mesmo que já foi aliado de todos prefeitos de pinheiro e se auto intitula o melhor comunicador do mundo, mas nunca trabalhou em outro veículo de comunicação fora do Estado), Lucas do Beirdão (PSDB), Paulinho Enfermeiro (PMN), Rubemar (MDB) e Sandro Lima (PCdoB).

Foram contrários ao projeto apenas os vereadores: Beto de Ribão (PSD), Oziel Menezes (PSD), Guto (PV), Valter Soares (PV) e Riba do Bom Viver (PDT).

Por Vandoval Rodrigues

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo