DIREITOS DA MULHER

O retrato de quem não respeita a família

A radicalização de quem nunca respeitou seu próximo, mostra o quanto o Brasil está literalmente dividido. Na tarde desta sexta-feira (5), o colunista do Blogue Lauro Jardim, Athos Moura, publicou uma matéria que choca qualquer cidadão que respeita seu próximo. Um rapaz que segundo o currículo dele, já foi Secretário de Direitos Humanos do município de Nilópoles, na região da baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, aparece ao lado de um policial com uma placa que homenageou Marielle Franco, morta na capital carioca este ano. Na foto a placa aparece quebrada, dando entender que o ato foi de propósito.

Rogério Amorim, que aparece na foto do lado direito da imagem, foi candidato a vice-prefeito de Flávio Bolsonaro, nas eleições municipais de 2016 na capital carioca. A atitude radical mostra como as mulheres seriam tratadas, caso Rogério e Flávio Bolsonaro tivessem sido eleitos em 2016. Imagine se não tivesse sido secretário de Cidadania e Direitos Humanos?

O aliado de Bolsonaro e um Policial Militar, podem ser denunciados pelo Ministério Público. Promotores da primeira central de inquéritos avaliam se houve algum tipo de crime na ação da dupla. A polícia militar do Rio de Janeiro, informou que a Corregedoria vai apurar a conduta do policial, que já foi identificado por Daniel.

Por Lauro Jardim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close