NOTÍCIAS

Polícia Civil investiga ex-candidato a prefeito de Matinha-MA por agressões a ex-esposa

Junior de Raquima teria agredido a ex-mulher por aproximadamente 40 minutos com socos e ponta pés

Mais um caso de violência contra a mulher foi registrado no fim de semana, no Maranhão. Desta vez, a vítima foi Clecia Amaral, de 40 anos, que teria sido agredida com socos no rosto, chutes e puxões de cabelo pelo ex-companheiro, identificado como Francisco Mendonça Silva Júnior, mais conhecido como ‘Junior de Raquima’. O crime teria acontecido nesse sábado (29), em uma fazenda situada na zona rural de Viana, cidade distante 429 km de São Luís.

Segundo a polícia, o suspeito das agressões, seria ‘Junior de Raquima’, que foi candidato a prefeito do município de Matinha, nas Eleições de 2020, pelo partido Liberal (PL). Segundo a ex-esposa, eles foram casados por mais de 20 anos e tiveram três filhos. Segundo Clecia, Francisco não aceitava o fim do relacionamento com ela. O homem que queria ser prefeito, mostrou que não tem capacidade emocional, perdeu as estribeiras e teria cometido crime, infringindo a Lei Maria da Penha.

Ainda segundo a vítima, ela e Francisco Mendonça estavam separados desde setembro de 2021. Contra o suspeito, a mulher já tinha uma medida protetiva de urgência válida, também, por agressões físicas que sofreu do ex-companheiro. Mas mesmo assim, o agressor não respeitou a justiça e teria cometido novo crime.

AS AGRESSÕES

De acordo com a mulher, por volta das 18h deste sábado (29), ela estava na fazenda, situada no povoado Bahias, no município de Viana-MA, quando Francisco Mendonça teria invadido a propriedade, arrombou a porta e começado a agredir a vítima com socos no rosto, chutes e puxões de cabelo.

Puxada pelo cabelo, Clecia teria sido arrastada para fora da fazenda, onde as agressões continuaram. O suspeito estava na companhia de um outro homem, identificado como Leones, que segurou a vítima para que o ex-companheiro a agredisse ainda mais. Os dois estavam armados.

Segundo a vítima, as agressões duraram cerca de 40 minutos. Clecia contou que, além das agressões, Francisco Mendonça fez várias ameaças contra ela, inclusive de morte, e afirmou que a mulher só pararia de apanhar quando o proprietário da fazenda, que estava escondido, chegasse ao local.

Em dado momento, a vítima teria conseguido fugir dos agressores e saiu correndo em direção a casa de vizinhos, onde conseguiu se esconder.

Após as agressões contra Clecia, Francisco Mendonça fugiu do local. Durante a fuga, em uma caminhonete, o suspeito atropelou duas pessoas em uma avenida de Viana. As vítimas foram encaminhadas ao hospital, onde passaram por procedimentos cirúrgicos.

O QUE JÁ FOI FEITO?

O caso já está sendo investigado pela Polícia Civil do Maranhão. De acordo com o delegado Matheus Ferraz, plantonista da Delegacia Regional de Viana, todas as primeiras providências foram tomadas, incluindo o registro da ocorrência, os depoimentos da vítima e testemunha, o exame de corpo de delito e as fotografias relacionadas ao fato.

“Fizemos, ainda, em conjunto com a Polícia Militar, diversas buscas na cidade. Conseguimos encontrar o carro em que o investigado estava, mas não encontramos o autor. O carro estava batido na frente, pois o autor chegou a atropelar duas pessoas durante a fuga, uma delas quebrou a perna”, informou o delegado.

Ainda segundo o delegado, não foi expedido um mandado de prisão contra Francisco Mendonça, pois é necessário a representação, o parecer do Ministério Público e a decisão judicial, mas quem em mais dois dias o suspeito já estará com o mandado de prisão válido.

O Imirante.com, por meio de rede social, procurou Francisco Mendonça (Júnior de Raquima), mas até a última atualização desta reportagem não obteve resposta.

Como denunciar pelo telefone?
– Disque 100
– Ligue 180
– Ligue 190

Quais núcleos ou postos você pode buscar ajuda?

– Casa da Mulher Brasileira em São Luís – (98) 3198-0100
– Delegacia Especial da Mulher em São Luís – (98) 3214-8649
– Delegacia da Mulher e a Patrulha Maria da Penha – 3223-5800 (capital) e 0300-3135-800 (interior)
– Delegacia on-line
– Em Imperatriz: (99) 9 9193-1717 / 99123-4638 / 99204-7925.
– Casa da Mulher Maranhense em Imperatriz – (99) 9 8405-6193

Por Imirante

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!