BEQUIMÃO

Ponte Bequimão/Central faz aniversário hoje, mesmo sem ser inaugurada

Há 2 anos o governador Flávio Dino prometia construir a ponte Bequimão/Central

Pela quantidade de máquinas que colocaram em um terreno baldio e pelo número de currículos que receberam na madrugada com o objetivo de enganar os moradores de Bequimão no dia 27 de setembro de 2016, parecia que a ponte Bequimão/Central seria construída em um mês. Mas tudo não passou de “gógó”, campanha política na semana da eleição para prefeito. Passando as eleições municipais, as máquinas desapareceram, os donos de currículos nunca foram chamados, a obra nunca foi iniciada e o povo foi enganado mais uma vez.

Em junho deste ano, 4 meses antes das eleições para o governo, a ponte voltou à tona. Fizeram procissão de carretas com  estruturas superiores da ponte, percorreram o Brasil fazendo publicidades, chegaram em Bequimão dia 19 de junho. Descarregaram e todas as peças estão jogadas no canteiro, que conta com apenas 7 operários e 1 vigia. Durante esse tempo todo de ensaio a empresa responsável já embolsou mais R$ 16 milhões de reais e foi feita apenas uma “sapata” de fundação.

Pela promessa feita por Flávio Dino, a ponte seria inaugurada hoje, já que o tempo de construção prometido por Flávio Dino foi de 22 meses. Só que o sonho vai ter que esperar mais um pouco ou até 2020 para ouvir novas promessas. De acordo com informações obtidas pelo G7, o valor licitado (R$ 68 milhões) para a obra é insuficiente e por esse motivo o trabalho anda a passos de tartarugas.

Segundo o contrato firmado entre a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) e o Consórcio Epeng-FN Sondagens, a execução dos trabalhos deveria durar dois anos, a partir da assinatura da Ordem de Serviço, que aconteceu 5 dias antes das eleições municipais de 2016.

Apesar da lentidão da obra, o Consórcio Epeng-FN Sondagens já recebeu valores milionários do Governo do Estado. Dados do Portal da Transparência apontam que até esta semana a Sinfra já havia realizado pagamentos de R$ 16,7 milhões. Mais uma vez Flávio Dino enganou a população do Litoral Ocidental Maranhense. Em entrevista Flávio Dino diz que escolheu construir a ponte, só não explica em qual século.

Por não conseguir cumprir a promessa, a obra entrou no plano de governo de Flávio Dino se for reeleito. Como Dino não conhece o que é alicerce, não dar para acreditar, já que o governador do Maranhão é especialista em acabamentos e pinturas.

Dos 589 metros de comprimento da ponte Bequimão/Central, até agora não foram construídos seque 1 centímetro da referida, mesmo se passando 24 meses da ordem de serviço e a empresa já ter recebido mais de R$ 16 milhões de reais.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!